Consumidor pode procurar Procon Guarujá para relatar assédio por parte de funcionários de empresas

Muitas vezes através de mensagens via celular, os clientes estão sendo assediados por funcionários de empresas, que tem se utilizado de dados pessoais de clientes

Comentar
Compartilhar
29 MAI 201518h03

Nos últimos dias, um novo problema tem afetado a vida dos consumidores. A imprensa vem noticiando que alguns funcionários de empresas estão utilizando dados pessoais de clientes, para assediá-los moralmente, principalmente via celular.

São informações como endereço de residência, número de telefone, que em posse desses funcionários tem tirado a tranqüilidade dos consumidores/clientes e que pode caracterizar assédio moral e invasão de privacidade.

Preocupada com esta nova modalidade de reclamação, o Procon Guarujá pede que qualquer cidadão que esteja passando por este tipo de problema, procure o órgão para registrar o caso. A maioria dos casos envolve mulheres, que vem recebendo elogios e até mesmo cantadas, por parte de alguns funcionários.

De acordo com o Advogado Geral do Município, Leandro Matsumota, o Procon Guarujá inova mais uma vez, e sai na frente em de certa forma, amparar os consumidores (as) da Cidade, para que denunciem as empresas. “Só assim o Procon poderá tomar as medidas necessárias junto à empresa, que conseqüentemente, terão de adotar medidas rigorosas com seu funcionário”.

Matsumota destaca também que o Procon pode auxiliar o consumidor nesta prática de assédio moral, mas acrescenta que as pessoas ainda tem medo de denunciar, e assim procurar seus direitos. “Trata-se de informações pessoais dos cidadãos, que precisam ser mantidas em sigilo absoluto, por uma questão de segurança”, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Desta forma, o consumidor que tenha passado por esta situação deve procurar o Procon Guarujá, na Avenida Adhemar de Barros, 218/220, no Santo Antonio. Além disso, o órgão possui uma fan page no facebook, no endereço eletrônico: www.facebook.com/proconguaruja, ou ainda através do WhatsApp, pelo: 9-9747 7771.