Construção de UBSs pode iniciar até o final do ano

As obras serão realizadas com recursos do PAC 2 e contrapartida do Município. Os custos estimados foram divulgados ontem

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201320h50

A construção de cinco Unidades Básicas de Saúde (UBSs), em Cubatão, deve iniciar até final deste ano. As obras serão custeadas pelo Governo Federal, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) e contrapartida do Município. Ontem, a Prefeitura divulgou o custo total estimado de cada uma das unidades.  

As novas UBSs e os investimentos do PAC 2 para as obras foram apresentados pela secretária municipal de Saúde, Jocelene Batista Pereira, e sua equipe, durante audiência pública realizada na Câmara Municipal, na última quarta-feira (24).

Na audiência promovida pela Comissão Permanente de Saúde do Legislativo, a Secretaria de Saúde apresentou relatório de prestação de contas do segundo trimestre deste ano.
 
Em nota, a Prefeitura de Cubatão informou ontem que o processo licitatório para contratação das empresas que vão construir as UBSs já está sendo preparado e “o objetivo é iniciar as obras até o fim deste ano”. O Governo Federal destinará R$ 1,7 milhão do PAC 2 para as obras. Desse total, o Município já recebeu a primeira parcela no valor de R$ 170 mil, há cerca de um mês.

Segundo explicou Jocelene durante a audiência pública, os custos de construção de cada UBS podem variar entre R$ 600 mil a R$ 900 mil, e a contrapartida do Município para cada uma das unidades será maior do que a participação dos recursos do PAC 2.

Complementando as informações da secretária Jucelene, a Prefeitura informou que: “aos valores garantidos pelo PAC-2 serão acrescidos recursos da Prefeitura, pois os custos de construção de uma UBS podem variar de R$ 600 a 900 mil, inclusive, entre outros fatores, pelas peculiaridades de solo da região que exigem obras de estaqueamento e fundação mais profundas.

As obras das UBSs a serem construídas já tiveram seus valores estimados: Fabril/Cota 95 (Rua do Oleoduto),R$ 584.115,38; Conjunto Habitacional Mário Covas (Rua das Primaveras - Vila Natal), R$ 589.711,40; Jardim Costa e Silva (Centro Social Urbano), R$ 588.950,90; Conjunto Habitacional Afonso Schmidt (Rua Belarmino do Amaral), R$ 582.882,46;  e uma na região central (área do Kartódromo Municipal), R$ 905.276,03. Esse orçamento estimado é base para abrir a licitação, sendo vencedora do processo a empresa que apresentar menor valor”.

Investimento parcial do PAC 2

Na audiência pública foram apresentados os seguintes investimentos do PAC 2 para as novas unidades: Fabril/Cota 95 (Rua do Oleoduto), R$ 533,3 mil; Conjunto Habitacional Mário Covas (Rua das Primaveras - Vila Natal), R$ 266,6 mil; Jardim Costa e Silva (Centro Social Urbano), R$ 266,6 mil; Conjunto Habitacional Afonso Schmidt (Rua Belarmino do Amaral), R$ 266,6 mil; e uma na região central (área do Kartódromo Municipal), R$ 400 mil.