Construção de creche na Vila Edna entra em fase final das obras

Nova Unidade da rede municipal de ensino tem capacidade para atender cerca de 200 alunos

Comentar
Compartilhar
05 ABR 2021Por Da Reportagem22h02
As obras estão em fase final e no momento está sendo concluída toda parte civil e de infraestrutura para que a unidade possa receber equipamentos e mobiliáriosAs obras estão em fase final e no momento está sendo concluída toda parte civil e de infraestrutura para que a unidade possa receber equipamentos e mobiliáriosFoto: Divulgação/PMG

Quando as aulas presenciais na rede municipal de ensino forem retomadas e, passada a pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Guarujá contará com uma nova creche. Com capacidade para realizar o atendimento de, aproximadamente 200 crianças, o novo Núcleo de Educação Infantil Municipal (Neim) fica no bairro da Vila Edna. As obras estão em fase final e no momento está sendo concluída toda parte civil e de infraestrutura para que a unidade possa receber equipamentos e mobiliários.

Na última semana, inclusive, o secretário de Educação de Guarujá, Marcelo Nicolau, esteve vistoriando o local, na Avenida Raphael Vitiello, s/n. "A pedido do prefeito viemos fazer uma avaliação técnica para verificarmos os trabalhos finais que estão sendo executados. Estamos muito contentes por saber que este novo espaço atenderá a um antigo anseio da população dessa região".

O novo Neim foi construído em um terreno de 1.033,25 metros quadrados, e vai contar com seis salas de aula, dois berçários, dois fraldários, uma sala multiuso, além de outras salas de apoio. No momento, os trabalhos estão concentrados na instalação de louças e de para-raios, além da tubulação de combate a incêndio.

Retomada no ano passado, as obras haviam sido paralisadas na administração anterior e é fruto de um Termo de Parceria, firmado entre a Prefeitura de Guarujá e a Fundação Fernando Lee, responsável pelas obras.

Com essa Unidade, a rede municipal de ensino passa a ter um total de 16 Neims, além de outros 27 núcleos conveniados (Neics). Em novembro, a obra já estava em ritmo acelerado, mas por conta da pandemia o prazo foi prejudicado em função das restrições e as dificuldades de aquisição dos insumos.