GOVERNO SAUDE

Complexo Hospitalar da Zona Noroeste de Santos passa por reforma

A reforma inclui pintura, troca de piso onde há necessidade e a mudança de portas, batentes, pias, vasos sanitários e luminárias de teto

Comentar
Compartilhar
22 JAN 2020Por Da Reportagem19h00
Complexo Hospitalar da Zona Noroeste está passando por reformaFoto: Divulgação/PMS

Para melhorar e garantir mais conforto aos pacientes internados, o Complexo Hospitalar da Zona Noroeste está passando por reforma. As intervenções iniciaram pelo 2º andar, que abriga os quartos do Hospital Arthur Domingues Pinto. Na sequência, seguirão para o 1º andar, onde funciona a Maternidade Silvério Fontes.

A reforma inclui pintura, troca de piso onde há necessidade e a mudança de portas, batentes, pias, vasos sanitários e luminárias de teto. O reparo e a impermeabilização da caixa d'água para evitar futuras infiltrações na estrutura da unidade de saúde estão inclusos. A base onde se encontra o tanque de oxigênio que abastece o Complexo Hospitalar também será refeita.

O serviço, com prazo de conclusão de até quatro meses, está a cargo da Aliança Engenharia, no valor de R$ 154.457,00, e será custeado por emendas parlamentares dos vereadores Manoel Constantino, Roberto Teixeira e Antônio Carlos Banha Joaquim.

A reforma nos quartos do Arthur Domingues Pinto não trouxe prejuízos ao oferecimento de vagas de internação no município de Santos.

"Os leitos foram transferidos, temporariamente, para o andar térreo da edificação, onde permanecerão até a conclusão final dos trabalhos, já que a Maternidade Silvério Fontes será transferida para o 2º andar ao final da reforma para que seu espaço também passe pelas intervenções", explica Nídia Coeli, coordenadora do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste.

O secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz, destaca que a unidade é "fundamental para a rede hospitalar de Santos e da região da Baixada Santista e que seguirá oferecendo serviços relevantes, em especial após a reforma que resultará em uma estrutura ainda melhor para atender os pacientes".