X

Cotidiano

Como trabalhar o consumo consciente em nossas vidas

Personal organizer especialista no assunto dá dicas precisas de como trazer essa prática para dentro do seu cotidiano

Da Reportagem

Publicado em 13/03/2023 às 12:25

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Para tanto, basta responder a 6 perguntas importantes que nos ajudam a refletir antes e depois de fazer uma compra / Reprodução

Você sabia que o Dia do Consumidor nasceu para lembrarmos da Defesa do Consumidor, e não como uma data comercial? Posteriormente, empresas varejistas se valeram do 15 de março para trabalhar promoções e tentarem, claro, faturar em cima de mais uma data no calendário. E no meio dessa e de outras datas comemorativas fica o consumidor, que compra por impulso, gasta sem necessidade e acumula objetos que não precisa para viver. É preciso usar a data para relembrar um conceito importante e ainda pouco discutido: o Consumo Consciente. 

personal organizer especialista em desapego e consumo consciente Nalini Grinkraut nos ensina, em algumas linhas, algumas dicas de como podemos aplicar os conceitos de Consumo Consciente em nossas vidas de uma maneira prática, intuitiva e eficaz. Veja desse passo-a-passo se você pratica alguma dessas etapas:

  • Se você tem o hábito de comprar por impulso, evite se expor à sua vontade de consumo. Crie barreiras para te ajudar como evitar frequentar locais que o instiguem a consumir e não levar seu cartão de crédito ou colocar limites de compras no seu cartão.
  • Fazer lista do que você realmente precisa é uma excelente ferramenta para te orientar na hora de comprar. Quando sentir necessidade de algo, coloque na lista e quando sentir-se impelido a comprar avalie se aquele item está na sua lista.

Em seu livro “Casa Arrumada, Vida Leve” (Harper Collins), Nalini dá as seguintes orientação:

Antes de realizar qualquer compra, faça 5 perguntas:

  1. Existe uma necessidade verdadeira disso na minha vida?
  2. Já tenho algo semelhante?
  3. Tenho condições financeiras de comprar isso?
  4. Posso deixar para comprar depois?
  5. Posso guardar esse dinheiro e usá-lo no futuro para um objetivo maior (viagem, apartamento, algum sonho)?

Em relação ao consumo consciente, é importante pensar não somente na compra, mas também no ciclo do produto, desde o produtor até como aquele item será descartado.

Para tanto, basta responder a 6 perguntas importantes que nos ajudam a refletir antes e depois de fazer uma compra:

  1. Por que comprar?
  2. O que comprar?
  3. Como comprar?
  4. De quem comprar?
  5. Como usar?
  6. Como descartar?

É possível, sim, consumir produtos que desejamos, presentear os familiares e amigos e, ainda assim, controlar os impulsos sobre compras desnecessárias. Essa consciência nas nossas escolhas traz benefícios não só para o bolso e para sua casa, mas o planeta também agradece.

Nas páginas de “Casa Arrumada, Vida Leve”, Nalini quer que as pessoas passem a ter uma relação mais saudável não só com a arrumação, mas também com a existência da bagunça. Seu desejo é desmistificar a organização e mostrar um caminho para se ter paz e harmonia dentro de casa de uma maneira leve e realista. Seu livro também aborda temas como consumo consciente, mudança de hábitos e comportamentos, autoconhecimento e relacionamentos familiares.

Nalini é uma das quatro profissionais brasileiras especializadas e certificadas pelo método KonMari™, de Marie Kondo, especialista em organização mais conhecida e seguida do planeta.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter