MERCADO

Como começar a acumular milhas para viajar mais barato e até 'de graça'

Existem três formas principais de acumular milhas; conheça cada uma delas e suas vantagens e desvantagens

Joe Silva

Publicado em 25/08/2022 às 16:14

Atualizado em 25/08/2022 às 16:19

Compartilhe:

É possível acumular milhas até mesmo nas compras de supermercado / Marcelo Camargo/Agência Brasil

Obter uma passagem aérea sem gastar absolutamente nenhum centavo por ela no site da companhia parece fake-news, mas é uma realidade para muitos brasileiros. Somente na Gol, por exemplo, são 5,5 milhões de passagens por ano emitidas por meio de milhas.

Mas como começar a acumular pontos e milhas para emitir passagens aéreas "sem custo" ou mais baratas? Existem três formas principais de acumular milhas. Conheça cada uma delas.

Acumular milhas voando

As três companhias aéreas nacionais, Azul, Gol e LATAM, oferecem a possibilidade de resgatar passagens com preço comercial mais baixo ou nulo por meio do que é conhecido como programa de milhagem. O que você precisa saber:

  • Programas de milhagem são uma solução criada pelas cias aéreas para fidelizar o cliente e fazer com que o passageiro se torne frequente nos voos da empresa. A ideia é que, sempre que o cliente for viajar, ele escolha sempre a mesma cia aérea, e, em troca, ele receba milhas por isso. As milhas são unidades de "vantagem" que podem ser trocadas por descontos em dinheiro no momento da compra da passagem. Dependendo da quantidade de milhas que o cliente tiver acumulada, a passagem pode ser emitida sem necessidade de pagamento adicional em dinheiro.
  • O primeiro passo para começar a acumular milhas por meio de voos, é fazer o cadastro no site do programa de viagens da cia aérea escolhida. Na Gol, o programa é chamado Smiles; na Azul, o nome do programa de milhagem é Tudo Azul; e na LATAM, o programa de milhas se chama LATAM Pass;
  • A lógica básica é simples: quanto mais voos você tomar, maior a quantidade de milhas que você irá acumular em seu cadastro. Para isso, é importe informar o número do seu registro junto ao programa de viagens no momento em que for fazer a reserva do seu voo. Também é possível "pontuar" suas milhas mesmo após já ter realizado sua viagem. As regras para isso devem ser checadas junto ao programa de milhas em questão.
  • O valor de uma milha no programa de pontos da cia aérea não equivale exatamente a uma milha física (medida de distância que equivale a 1,6 quilômetro). De acordo com o "g1", cada passagem aérea pode demandar uma quantidade diferente de milhas para resgate do tíquete. Isso porque, alguns destinos são mais demandados do que outros. Além disso, quando há alta temporada, os preços das passagens tende a aumentar, o que demanda uma quantidade maior de milhas para resgate da passagem por meio de milhas.
  • Alguns programas de milhagem oferecem a opção de pagar uma mensalidade para que o usuário acumule mais milhas toda vez que realizar uma viagem. Além disso, estas assinaturas oferecem descontos nas compras de passagens. 
  • As milhas têm um prazo de validade, na maioria dos programas de milhagem. Assim, a ideia de ser um poupador de longo prazo não funciona bem neste cenário. É preciso ficar atento, pois dependendo do tempo discorrido é possível que o cliente perca suas milhas caso não as use.

A regra geral para acumular milhas voando é garantir que o cadastro do passageiro seja feito no programa de milhagem da companhia aérea na qual ele mais costuma viajar. A partir daí, o passageiro deve concentrar foco em viajar o máximo possível junto à cia aérea escolhida para acumular milhas. 

Geralmente também é possível ganhar milhas voando em cias aéreas parceiras e que também fazem parte do mesmo programa de milhagem no qual você está cadastrado. No site da cia aérea desejada, o passageiro pode procurar pela sessão de  "Alianças" a fim de entender melhor essas regras.

Acumular milhas em programas de pontos

Existem alguns programas de fidelidade que também oferecem a opção de transferir saldos e transformá-los em milhas aéreas. Estes programas são popularmente encontrados em supermercados, por exemplo, mas também em outros contextos comerciais de varejo, como postos de gasolina e hotéis. O que você precisa saber:

  • É importante pesquisar junto ao programa de pontos escolhido se existe parceria com o programa de milhagens da companhia aérea na qual o passageiro costuma viajar. Isso porque, o usuário pode correr o risco de estar acumulando pontos em um programa e só depois de muito tempo perceber que não poderá usá-los junto à cia aérea desejada. 
  • É preciso ficar atento ao valor que os pontos têm junto ao programa de milhagens desejado. É possível que o cliente acumule muitos pontos em um programa, mas o valor deles na hora da transferência seja muito pequeno junto à cia aérea.

Confira todas as regras dos programas de ponto e fidelidade sobre a sua transferência para o programa de milhagem. Muitas vezes essas empresas impõem condições para realizar esta transferência, como o pagamento de alguma taxa ou quantidade mínima de pontos. 

Acumular milhas com cartão de crédito

Este é um assunto que gera dúvidas a muitos consumidores, pois muitos já possuem um saldo de pontos e não sabem como utilizá-lo. O que você precisa saber:

  • Para usar os pontos do cartão e transformá-los em milhas aéreas, o primeiro passo é conhecer as regras do cartão de crédito em questão quanto à transferência dos pontos para o programa de milhagem. Alguns cartões exigem que o cliente tenha acumulado uma quantidade mínima de pontos para só então poder transferi-las para o programa de milhagem. Além disso, alguns cartões cobram também uma taxa para realizar esta transferência. Por isso é tão importante conhecer as regras do cartão, antes de qualquer passo.
  • Outro detalhe que não pode ser esquecido é entender o valor de cada ponto e quanto estes pontos equivalem em milhas. Isso porque cada cartão tem sua política. Há cartões que oferecem, por exemplo, a possibilidade de ganhar 1 ponto para cada dólar gasto. Porém, este 1 ponto, não necessariamente vai equivaler a 1 milha. Tudo pode ser melhor entendido junto ao cartão de crédito em questão.
  • O consumidor deve ficar atento ao custo de anuidade de cada cartão. Isso porque algumas bandeiras e algumas administradoras oferecem cartões com grande possibilidade de acúmulo de pontos ou milhas, porém cobram um valor alto pela anuidade. 

Muitas cias aéreas possuem o próprio cartão de crédito. Solicitar um novo cartão de crédito no site das próprias cias aéreas pode ser uma boa maneira de passar a acumular milhas nas compras do dia-a-dia, mas é preciso ficar atento às regras, às vantagens e desvantagens de cada cartão de crédito.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Variedades

Litoral de SP recebe na próxima semana a Festa da Pamonha; confira a programação

Evento oferece várias opções gastronômicas, inclusive há espaço para uma ação solidária

Polícia

Dois celulares são roubados ou furtados a cada 60 segundos no Brasil

Casos são mais frequentes em dias de semana, em especial entre segundas e sextas-feiras

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter