Comissário da UE critica governos sobre neutralidade da rede

Os membros da UE chegaram a um acordo no início deste mês sobre como reformular o mercado de telecomunicações, considerado o primeiro passo de um plano maior que pretende unificar o mercado digital do bloco

Comentar
Compartilhar
24 MAR 201517h16

O comissário de assuntos digitais da União Europeia (UE), Andrus Ansip, criticou os governos europeus por enfraquecerem uma proposta de revisão do mercado de telecomunicações do bloco e proporem regras brandas sobre a neutralidade da rede, destacando as diferenças na Europa sobre se a internet deve ser dividida em conexões rápidas e lentas.

Os membros da UE chegaram a um acordo no início deste mês sobre como reformular o mercado de telecomunicações, considerado o primeiro passo de um plano maior que pretende unificar o mercado digital do bloco.

"O ponto de partida do bloco é muito menor do que eu gostaria, há uma falta de ambição", disse Ansip.

O comissário requisitou aos governos da UE para "irem além" e abolirem tarifas de roaming de celulares "assim que possível" e adotarem "regras rígidas de neutralidade da rede".

A chamada “neutralidade da rede”, defendida pelo presidente Barack Obama e por empresas provedoras de conteúdo, como a Netflix, é o princípio segundo o qual não pode haver nenhum tipo de obstáculo ao tráfego de dados e informações na internet.