Comissão da Cidadania convoca reunião para 3a feira

A reunião é aberta à imprensa

Comentar
Compartilhar
20 JAN 201315h43

A Comissão Permanente da Cidadania e Direitos Humanos da Câmara de Cubatão confirmou ontem a data da segunda reunião para tratar da hospedagem de atletas menores de 18 anos, que participaram dos Jogos Abertos do Interior, em um possível motel, na cidade de São Caetano do Sul. A reunião está marcada para a próxima terça-feira, dia 27, às 11 horas, na sala das comissões, na Câmara Municipal. A reunião é aberta à imprensa. 

O presidente da comissão, vereador Geraldo Guedes, convocou os outros dois componentes da comissão, vereadores José Aparecido dos Santos, o Dédinho (relator-PSB) e Severino de Oliveira Melo, o Billa (membro-PT), e convidou os demais vereadores. Dédinho substituiu o vereador João Santana de Moura Villar, o Tucla (PDT), na comissão.

O 1º secretário da Mesa Diretora do Legislativo, vereador Severino Tarcísio da Silva, o Doda (PDT), confirmou que participará da reunião, segundo informou a assessoria de imprensa da Casa Legislativa.

Na última quarta-feira, Doda protocolou representação na Promotoria da Vara da Infância e da Juventude do Ministério Público de Cubatão, denunciando irregularidades na hospedagem dos atletas de Cubatão.

Esclarecimento

Em nota enviada à redação do Diário do Litoral na tarde de ontem, o presidente da Comissão Permanente da Cidadania e Direitos Humanos, vereador Geraldo Guedes, esclarece que a comissão não convocará a prefeita, Márcia Rosa de Mendonça Silva e o secretário de Esportes e Lazer, José Moraes Lucas, para dar esclarecimentos sobre a hospedagem dos atletas em local impróprio conforme foi publicado na edição de ontem.

“O vereador Geraldo Guedes (PR) afirma que a Comissão Permanente da Cidadania e Direitos Humanos não convocará a princípio, o secretário de Esportes e a prefeita. O parlamentar afirma que apenas solicitará que a Prefeitura ou seus subordinados não coloquem obstáculos nas informações para que nós da comissão possamos fazer uma apuração transparente.

Nós da Comissão Permanente da Cidadania e Direitos Humanos poderemos sim solicitar a presença de membros da Comissão da Sindicância da Prefeitura após 15 dias”, esclarece o vereador Geraldo Guedes em nota.