Comerciantes estão preocupados com reforma no Mercado do Peixe

Com a reforma, os permissionários não sabem como serão as intervenções e se terão que parar de trabalhar

Comentar
Compartilhar
11 MAR 201311h55

Os proprietários dos boxes do Mercado Municipal de Peixes, na Ponta da Praia, estão apreensivos com as alterações que serão feitas no local. A Prefeitura de Santos anunciou na última segunda-feira (4), por meio da imprensa, que as obras para reforma do equipamento começam em abril, no entanto nenhum dos permissionários foi informado sobre as intervenções.

É o que afirma a proprietária de um dos boxes, Ana Maria de Andrade. Segundo ela, os comerciantes do local não foram informados oficialmente sobre o início das obras, nem quais mudanças serão feitas. “A gente (permissionários) fica sabendo do que vai acontecer através do jornal”, diz.

Por causa da falta de informação e diante das dúvidas dos colegas de trabalho, Ana Maria agendou uma reunião com o chefe de gabinete da Prefeitura, Rogério Pereira dos Santos. “Eu mesma liguei na Prefeitura para marcar a reunião e obter informações”, ressalta. A comerciante espera sair do encontro, que deve acontecer no próximo dia 14, sabendo de tudo que vai ser mudado no local e, principalmente, se os permissionários terão que parar de trabalhar temporariamente com as obras.

Não sabem de nada - Os comerciantes alegam não terem sido informados sobre a reforma (Foto: Luiz Torres/ DL)

Essa é a preocupação da maioria dos permissionários. Eduardo Silva de Oliveira, que trabalha comerciando peixes há 15 anos no local, tem medo que tenha que parar as atividades em seu boxe por conta das obras. “Se tivermos que parar por um mês, por exemplo, tudo bem. Mas se as intervenções durarem mais do que isso, vamos ter que fazer protesto em frente a Prefeitura”, diz Eduardo.

Para os dois proprietários a obra é necessária, mas eles esperam que o andamento seja acertado com a Administração Municipal, para que as atividades dos comerciantes não seja interrompida.

Por meio de nota, a Prefeitura diz que serão realizadas reuniões com os permissionários para definição da estratégia final de intervenção. No entanto, não informa definições de datas.

Mudanças

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Edificações, o contrato de reforma do Mercado de peixes contempla padronização e modernização dos boxes, substituição do piso, revitalização do entorno, adequações elétricas e hidráulicas, reforma dos sanitários e vestiários, reforma da administração, adequações na infraestrutura de águas pluviais e de rede de esgoto.

Há ainda adequações de acessibilidade incluindo piso tátil, comunicação visual, dois sanitários adaptados, uma vaga de estacionamento para portador de deficiência e duas vagas de idosos.

Haverá uma padronização das bancadas de exposição de pescado. Elas serão construídas em concreto armado com revestimento em aço inox.