Começa a ampliação de rede de esgoto de Bertioga

Os locais que ocorrerão as obras são: Bairros Jardim Vista Linda, Jardim Vista Alegre, Jardim Rafael e Chácara Vista Linda

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201411h09

Os trabalhos de expansão do sistema de esgotamento sanitário de Bertioga seguem em diferentes frentes de trabalho, como nos bairros Jardim Vista Linda, Jardim Vista Alegre, Jardim Rafael e Chácara Vista Linda (1º e 4º setor), onde funcionários de empresas contratadas  — devidamente uniformizados e identificados com crachá — farão vistorias e produção de relatório fotográfico a fim de manter as condições físicas da região.

Com investimentos estimados em R$ 46,2 milhões, as obras implantarão 69,2 quilômetros de tubulações e sete novas estações de bombeamento. Os equipamentos serão interligados ao sistema existente, que direciona os esgotos à Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Vista Linda, obra entregue na primeira etapa do Onda Limpa.

Para evitar o menor transtorno possível, as intervenções em vias públicas estarão sinalizadas e serão feitas em pequenos trechos. “Será um grande benefício aos moradores e turistas da Cidade, que terá o sistema de esgotamento sanitário ampliado, com previsão de término no prazo de três anos”, explica o gerente da Sabesp em Bertioga, Rogério José Osti.

As novas obras complementares vão garantir que mais 3.722 imóveis sejam ligados ao sistema de esgotamento público, evitando lançamentos indevidos nas galerias de drenagem das águas pluviais, o que beneficia diretamente 12 mil moradores e indiretamente toda a população de Bertioga (47 mil habitantes), além dos turistas da Cidade. Fato este que colabora para a despoluição dos mares, rios e córregos da região, garantindo também melhores condições de balneabilidade.

Os equipamentos serão interligados ao sistema existente, direcionando os esgotos à Estação de Tratamento de Esgotos Vista Linda, obra entregue na primeira etapa do Onda Limpa (Foto: Divulgação)

Universalização dos serviços de saneamento

Na segunda etapa do Programa Onda Limpa, está em fase de finalização o projeto executivo. As obras consistem em mais de 637 km de redes coletoras, 8 estações de tratamento de esgotos, além da instalação de 63 mil ligações domiciliares. O empreendimento garantirá a universalização do saneamento na Baixada Santista até o final da década. Isto é, atingindo indicadores próximos a 100% da cobertura das redes nas áreas conformes (sem impeditivos legais), ou seja, onde a companhia é autorizada a prestar serviços.