Combate ao incêndio chega ao sexto dia consecutivo na Alemoa

Já são 118 horas ininterruptas de trabalho do Corpo de Bombeiros, que seguem com a estratégia de resfriar os demais toneis e não atacar diretamente o incêndio

Comentar
Compartilhar
07 ABR 201511h17

O incêndio, que atinge a área industrial de Santos, desde a manhã da última quinta-feira (2) chega ao sexto dia de combate. Já são 118 horas ininterruptas de trabalho do Corpo de Bombeiros. 

De acordo com os bombeiros, as chamas atingem, agora, somente um tanque de gasolina, porém, o incêndio ainda não está totalmente controlado, pois ainda existe o risco de o fogo voltar a se alastrar para o segundo reservatório. Eles seguem com a estratégia de resfriar os demais toneis e não atacar diretamente o incêndio. 

Cold fire

O produto importado, que seria mais potente, chamado de cold fire, cedido pelo governo federal ainda não está sendo usado no combate ao incêndio. Somente quatro mil litros do líquido teria chego à Cidade, o que seria insuficiente no combate. Uma quantidade maior do produto deve chegar durante o dia. 

Incêndio chega ao sexto dia de combate (Foto: Corpo de Bombeiros da PMESP)

Caminhões

O acesso à área portuária de Santos deve continuar bloqueado nesta terça-feira. Segundo a Codesp, o trânsito de caminhões nos dois sentidos à Margem Direita do Porto, continuará, excepcionalmente, interrompido por mais 24 horas. A companhia garante ainda que a medida pode ser reavaliada no decorrer do dia de hoje.

No entanto, as operações da Margem Esquerda (Guarujá, Ilha do Barnabé e Embraport) ocorrem normalmente, assim como o acesso ferroviário nas duas margens.

O bloqueio dos caminhoneiros será feito pela Polícia Rodoviária, com apoio da Ecovias (concessionária do Sistema Anchieta-Imigrantes) e da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

A barreira ocorre no Km 40 da Rodovia Anchieta, mas será levada também ao Rodoanel e às rodovias Anhanguera, Dutra e Ayrton Senna. O secretário de Segurança Pública do Estado, Alexandre de Moraes, ressalvou que veículos com produtos perecíveis e medicamentos serão liberados para seguir até o Porto de Santos sob escolta. Segundo ele, esse movimento representa 5% do volume geral de carga.

Leia também: 

Incêndio atinge tanques de álcool, no bairro da Alemoa, em Santos
Combate às chamas na Alemoa pode durar até quatro dias
Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar questiona efetivo dos bombeiros
Bombeiros comparam ação nos tanques a um "dragão preso em uma gaiola"
Cesteb descarta impacto ambiental por conta do incêndio na Alemoa
Incêndio na Alemoa não tem previsão para acabar
Quarto tanque é atingido e explode em incêndio na Alemoa
Gabinete de Crise é instalado em combate ao incêndio

Surgimento de peixes mortos em Cubatão pode estar relacionado ao incêndio
Incêndio na Alemoa: Fogo atinge apenas dois tanques
Incêndio em Santos pode acabar nesta segunda-feira
Região pode sofrer com chuva ácida
Fumaça de incêndio pode aumentar demanda nos prontos-socorros
Chega a 100 horas o combate ao incêndio que atinge a Alemoa
Incêndio em Santos impede navio de etanol de atracar
Cetesb: incêndio em tanques de combustível não aumentou poluição em Santos
“Operação mais difícil que SP já enfrentou”, diz Marcos Palumbo, capitão dos Bombeiros
Estação de monitoramento da Cestesb é transferida para a Zona Noroeste
Mais dois produtos vão ajudar no combate ao incêndio na Alemoa
Incêndio afeta operações de empresas da Margem Direita do Porto

Veja vídeos do incêndio: 

Vídeo incêndio - Via Whatsapp / Vídeo Incêndio 2 - Via WhatsApp / Explosão nos tanques da empresa Ultracargo