X
Cotidiano

Com mais 27 novos ônibus, climatização da frota passa de 75% em Santos

Serão 20 coletivos modelo convencional e os outros sete micro-ônibus, fazendo com que o número de carros com ar-condicionado passe dos atuais 180 para 207

Mais 27 novos ônibus com ar-condicionado vão integrar o sistema de transporte de Santos / Divulgação/PMS

Mais 27 novos ônibus com ar-condicionado vão integrar o sistema de transporte coletivo municipal, a partir da próxima semana, elevando de 63% para 75,8% o índice de veículos climatizados da frota operacional, que totaliza 273 carros.

Serão 20 coletivos modelo convencional e os outros sete micro-ônibus, fazendo com que o número de carros com ar-condicionado passe dos atuais 180 para 207. A partir de outubro, para cada quatro veículos da mesma linha que passam no ponto de ônibus, três serão climatizados.

Na manhã desta sexta-feira (28), quando alguns dos novos coletivos foram apresentados na Praça Mauá, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa destacou tratar-se de mais um avanço no plano de modernização do sistema de transporte coletivo, cujo objetivo é atender a população com mais qualidade e conforto.

Ele reafirmou a meta de atingir 100% da frota climatizada até 2020. Atualmente, Santos está entre os municípios brasileiros com maior índice de coletivos com ar-condicionado, à frente inclusive de todas as capitais, incluindo São Paulo (25%) e Rio de Janeiro (66%).

Moderna e menos poluente

O sistema de transporte coletivo municipal opera com 40 linhas. A frota santista está entre as mais novas do País, com idade média que passa agora de 4,63 anos para 4.

Levantamento (referente a maio/2016) do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) indica que a frota circulante de ônibus no Brasil tem idade média de 9 anos e 11 meses.

Outro diferencial da Cidade é a adoção de tecnologias modernas e sustentáveis desenvolvidas para o transporte público e já empregadas mundialmente. A frota santista conta com um ônibus híbrido (com motor movido a óleo diesel e energia elétrica), em circulação na linha 4.

Também dispõe de um modelo 100% elétrico, com sistema alimentado por duas baterias, que funciona sem queima de combustível e lançamento de poluentes no ar. Circula na linha 20.

Todos os veículos a diesel da frota são equipados com a tecnologia EURO5, que tem baixa emissão de poluentes. E, ainda, há seis trólebus, que funcionam com energia elétrica.

Outros avanços

Dez linhas municipais hoje são integradas ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), proporcionando ao usuário praticidade, agilidade no deslocamento e economia. Ao invés de duas tarifas, no valor total de R$ 8,25, o passageiro, com cartão BR Mobilidade, pode utilizar os dois sistemas (ônibus e VLT) pagando valor único de R$ 4,50.

Mais recentemente, em agosto, foi implantada a biometria facial nos ônibus das linhas municipais. A tecnologia permite o reconhecimento dos usuários beneficiados com isenção (idosos e pessoas com deficiência) e dos que obtêm desconto (estudantes), servindo para combater fraudes.

O reconhecimento facial se dá partir das imagens do usuário captadas pela câmera instalada nos coletivos (junto à catraca) e comparadas com aquelas arquivadas na central de dados da permissionária do serviço de transporte coletivo.

Resultado também do plano de modernização estabelecido pela Administração Municipal, o sistema conta com um serviço que mostra ao usuário o tempo previsto para o coletivo passar no ponto de ônibus (quantotempofalta.piracicabana.com.br), informando inclusive se o ônibus é climatizado ou não.

Mais: todos os veículos, desde de 2014, são equipados com rede gratuita de internet sem fio (wi-fi) e 100% da frota é acessível a pessoas com deficiência (com elevador para cadeirante).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Prazo para Prefeitura de Santos eliminar cargos comissionados chega ao fim

Segundo Portal da Transparência, a Prefeitura mantém 319 comissionados e 10.882 funcionários de carreira (concursados)

Transporte público pode parar em Cubatão

A Viação Fênix, que opera o transporte coletivo no Município, não assinou, até esta segunda-feira (25), o acordo coletivo acertado verbalmente com o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software