Cidade lança aplicatico 'Guarujá Cidadão' para segurança pública

O aplicativo foi apresentado ontem, durante a 16º edição do Fórum Nacional de Segurança Municipal

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2018Por Da Reportagem08h20
Autoridades de todo o País prestigiaram o primeiro dia de eventoFoto: Divulgação/PMG

A população de Guarujá contará com um novo meio de comunicação com o poder público. A novidade é o aplicativo “Guarujá Cidadão”, uma plataforma integrada de segurança preditiva e participativa. O aplicativo foi apresentado ontem, durante a 16º edição do Fórum Nacional de Segurança Municipal, promovida pela Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria de Defesa e Convivência Social (Sedecon).

O “Guarujá Cidadão” é um aplicativo para denúncias e chamados, onde os munícipes poderão entrar em contato direto com o poder público em diversas áreas, como segurança, cidadania e trânsito. A plataforma abrange a Guarda Civil Municipal (GCM), Defesa Civil e zeladoria.

Após o cadastro, o usuário terá acesso aos serviços disponíveis na tela inicial e, a partir daí, selecionará o tipo de chamado que gostaria de fazer. O munícipe entra em um chat ­direto com um agente onde, além de texto, poderão ser enviadas fotos, vídeos e áudios. Pelo menu do usuário, ele poderá acessar o histórico e o status de sua solicitação. A abertura de chamados passa por dois estágios de confirmação para que se evitem enganos ou ­trotes.

Do outro lado desse serviço, ao abrir a solicitação, o ­agente poderá visualizar a localização da ocorrência e a rota para que chegue ao local. De forma integrada, ele entra em contato com a central e as unidades de campo para localização de viaturas e agentes próximos, desta forma, finalizando o chamado da melhor maneira possível.

A ferramenta dispõe ainda de outras funcionalidades como alertas de emergência para áreas de riscos ou atingidas por desastre.

“O aplicativo é uma maneira colaborativa de se manter a segurança e os cuidados com a nossa Cidade. Com ele, o munícipe se torna um fiscal e coopera com o poder público”, explica o assessor de segurança da Sedecon, Cláudio Santiago.

O “Guarujá Cidadão” será implantado em fases, a partir de maio e, de início, com serviços destinados ao trânsito. Estará disponível para download no Google Play e na Apple Store.

Segundo o secretário municipal de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves, “o munícipe poderá, ao ver uma atitude suspeita, filmar, fotografar e até enviar áudio através do aplicativo. A GCM ao atender a solicitação enviará uma equipe mais próximo ao local da ocorrência”, comentou.

Primeiro dia

Autoridades de todo o País prestigiaram o primeiro dia de evento, como representantes de Fortaleza, Cotia, Limeira e Macapá. O Fórum Nacional reúne prefeitos, secretários municipais de Segurança, comandantes de corporações e grupamentos civis e militares, lideranças políticas, entre outras entidades ligadas à questão da segurança.

O prefeito de Guarujá, Válter Suman, falou da alegria na realização de um evento desse porte. “Momento oportuno para o compartilhamento de experiências. A segurança pública é um dos principais problemas do nosso País. Por isso, é uma honra recebê-los em nossa Cidade. Desejo que sejam dias de profícuo trabalho”, saudou Suman.

O Fórum contou ainda com a apresentação dos cães da Guarda Civil Municipal. A quarta-feira teve ainda assembleia geral de comandantes da Conferência Nacional das Guardas Municipais (CONGM) e do Conselho Nacional das Guardas Municipais (CNGM), mais painel de debates com os temas: “Soluções tecnológicas e cidades inteligentes para a segurança municipal” / “Cidades Inteligentes, Comunicação e Cyber Segurança”.

Fórum

O 16º Fórum Nacional de Segurança Municipal se encerra hoje, no Delphin Hotel (Avenida Miguel Stéfano, 1295 – ­Jardim ­Tejereba).

Confira a programação de hoje

10h
 2° Painel de debates:
“Matriz curricular e consórcios regionais de formação dos efetivos municipais” / “Métodos alternativos de justiça no âmbito do Sistema Municipal de Segurança”

12h
Almoço

14h30
3° Painel de debates:
“Pacto federativo e o financiamento do Sistema Único de Segurança Pública”.
“Plano Municipal de Proteção Urbana”.
“Desafios da Participação dos Municípios no Plano Nacional de Segurança”.

17h
Encerramento deliberações e aprovação do Relatório Geral