X
Cotidiano

Chuva ainda castiga região da Baixada Santista

A Defesa Civil de Santos informou que o último boletim indicou um acumulado de 260,4 mm de chuva nas últimas 72 horas

Quase 50 funcionários da Secretaria de Serviços Públicos trabalharam durante todo o dia nos locais de alagamentos para minimizar o problema na entrada da cidade / Divulgação

Desde a tarde de sexta-feira (17) chove torrencialmente em toda a Baixada Santista. Em vários pontos da cidade de Santos houve alagamento, provocando lentidão nas vias e alguns semáforos não estavam funcionando.

Leitores do Diário do Litoral registraram muitos pontos de enchente na Cidade, como nos bairros Centro, Pompeia, Gonzaga, Macuco, Marapé, Embaré e na Zona Noroeste.

Defesa Civil

A Defesa Civil de Santos informou que o último boletim indicou um acumulado de 260,4 mm de chuva nas últimas 72 horas.

A média prevista para o mês de março é de 280 mm. Do início do mês até hoje, foram registrados 319 mm. Já em fevereiro, a quantidade de chuva acumulada foi de 307,7 mm.

No dia de hoje foram registrados deslizamentos de terra nos seguintes locais:

-  Na Rua 1 do Morro da Boa Vista.

- Morro do São Bento, subida pelo Jabaquara, ao lado do Cefas

- Caminho das Pedras, Morro do Tetéu, Caneleira

- Vila Vitória

- Morro do José Menino, Rua Pedro Borges Gonçalves, quadra G

- Caminho Monsenhor Moreira, Nicho 7, Morro Monte Serrat

- Subida da Rua Tiro Naval, Monte Serrat
Caminho Particular São Jorge, no Morro da Caneleira.

Caiu Muro de Arrimo:
- Rua 2 do Marapé

A CET de Santos informa que a Avenida Nossa Senhora de Fátima permanece alagada nos dois sentidos e intransitável. A orientação é que os carros não tentem passar pelo local e façam desvio pela avenida da praia em São Vicente e Morro da Nova Cintra.

Na Rodovia Anchieta formou-se uma fila de caminhões que aguardam para entrar na Avenida Nossa Senhora de Fátima.

Já a avenida Martins Fontes continua com a pista local interditada para carros. Passando apenas ônibus e caminhões. Nas outras duas pistas o tráfego flui apenas por uma faixa de rolamento, mas sem congestionamentos.

Não há registros de outros alagamentos na cidade devido à chuva ter diminuído.

Quase 50 funcionários da Secretaria de Serviços Públicos trabalharam durante todo o dia nos locais de alagamentos para minimizar o problema na entrada da cidade, fazendo a limpeza das galerias e canais e ainda outras equipes auxiliando nos trabalhos de limpeza de deslizamentos de terras nos morros.

Mutirão contra o Aedes e limpeza de estátua são adiados
 
Devido à chuva na manhã de hoje (18), o mutirão contra o Aedes aegypti previsto para ocorrer nos bairros do Saboó e da Vila Haddad e a limpeza voluntária da escultura de Saturnino de Brito, na orla do Gonzaga, foram transferidos para o próximo sábado (25).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Teatro Procópio exibe 'As Aventuras de Tintim' nesta sexta-feira (27)

Evento marca a retomada das atividades presenciais do Programa

Operação

Polícia apreende drogas, arma e anotações do tráfico em barraco bomba, em Santos

Em operação de busca e apreensão na Rua Chile, no bairro Vila Nova, uma equipe da Polícia Civil se deparou com um homem em atitude suspeita

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software