X
Cotidiano

Chuva, lágrimas e suor em cena nas areias do Gonzaguinha

Histórias de superação e alegria se mesclam nos bastidores da encenação da Vila de São Vicente

Crianças de 5 a 10 anos participam do espetáculo; eles interpretam personagens fundamentais para a história como Tibiriça, Martim Afonso e Ana Pimentel na infância / Rodrigo Montaldi/DL

A fina chuva que caia no fim da tarde da última quinta-feira (19) não foi suficiente para afastar os mais de 800 vicentinos que participava do ensaio da Encenação da Fundação da Vila de São Vicente. Nas areias da Praia do Gonzaguinha, eles ensaiavam os passos coreografados que já treinavam há mais de um mês.

“É a segunda vez que participo e é sempre uma emoção. Ainda maior neste ano, pois meus netos estão participando. Esse ano o espetáculo está lindo, a família Ferro veio em peso participar”, destaca Maria de Lourdes Ferro, de 63 anos, que participa com os netos Igor e Letícia.

De acordo com o secretário de Cultura de São Vicente, Fábio Figueiredo Lopez, a edição deste ano promete emocionar o público. “Essa é a 35ª edição da Encenação da Fundação da Vila de São Vicente e tem como objetivo devolver para São Vicente a grandiosidade que esse espetáculo merece. Ao longo da sua história a Vila foi destruída e reconstruída e é isso que será encenado”.

Dona Josefa de Jesus Souza, de 63 anos, participa da encenação pela sexta vez. Mesmo com as limitações, ela faz questão de ajudar a contar a história da cidade.

"Sempre é uma emoção reviver a história da cidade. Eu assistia da arquibancada e tinha vontade de participar até que um dia me ofereci e fizeram as adequações necessárias. É uma honra fazer parte disso, pois moro em São Vicente quase no mesmo tempo em que acontece a encenação”, afirma.

Um dos grupos mais animados para entrar na areia era composto por crianças de 5 a 10 anos. Ali a reportagem do Diário do Litoral encontrou o pequeno Martim Afonso de Souza e Ana Pimentel, com 5 e 8 anos ­respectivamente.

Veterano da Encenação, Pietro Henrique, de 5 anos, estava ansioso para as apresentações. “Eu decoro a fala rápido e não tive vergonha no ano passado. Mas dessa vez é maior e estou um pouco nervoso”, diz.

Aos 9 anos, Ruan Felipe, que interpreta o jovem Tibiriçá, diz que o evento fez com que ele melhorasse na escola. “Eu acho engraçado quando passo pelas ruas e vejo que elas têm os nomes dos personagens da Encenação. Eu consigo entender melhor a história da minha cidade”, finaliza.

Agenda

A 35ª edição da Fundação da Vila de São Vicente começa na noite de hoje e seguirá até o dia 26 de janeiro. Este ano, a atração conta com a participação do ator Luciano Szafir, que tem papel especial na história. Participam também da Encenação os atores Marissol Dias, Rick Moreno, Jairo Martins e os vencedores do concurso 2017, Robson Barbosa e Isabelly Indaui, que vão interpretar Martim Afonso e Ana Pimentel.

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Queiroga descarta antecipar 3ª dose; OMS vê risco de avanço da variante Ômicron

Para o ministro da Saúde, a variante Ômicron do coronavírus, descoberta na África do Sul, não será diferente de outras já identificadas

Esportes

Messi bate Lewandowski e ganha a Bola de Ouro; Neymar foi o 16º

Com o sétimo troféu, o craque argentino ampliou sua hegemonia como o maior vencedor da premiação

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software