China cria novas regras e aumenta restrições ao uso da internet

Usuários precisarão agora registrar seu nome e operadora para acessarem os serviços, assim como prometerem que não irão falar contra o governo central

Comentar
Compartilhar
04 FEV 201519h21

O governo chinês anunciou hoje novas regras para o uso de blogs e salas de chat na internet. Usuários precisarão agora registrar seu nome e operadora para acessarem os serviços, assim como prometerem que não irão falar contra o governo central.

O anúncio chega no momento em que empresas de tecnologia citam medidas oficiais para bloquear o acesso a redes privadas que fogem ao grande aparato de repressão da internet no país. Pequim havia pedido às companhias de internet que peçam os nomes verdadeiros de usuários. A regra, entretanto, foi mau concebida e acabou sendo abandonada.

As novas regras anunciadas nesta quarta-feira pedem que serviços de internet peçam a usuários que assinem um contrato dizendo que não participarão de atividades "ilegais e não saudáveis". Operadores serão obrigados a desativas contas de violadores.

A China tem a maior comunidade online do mundo, com 649 milhões de usuários. Mas a censura crescente imposta pelo governo chinês tem esfriado a popularidade das rede sociais.

O governo chinês anunciou hoje novas regras para o uso de blogs e salas de chat na internet (Foto: Divulgação)

Colunas

Contraponto