CEV da Cadeia Velha já possui 18 assinaturas

Apoiam a proposta de Chico Nogueira para discutir volta das oficinas culturais

Comentar
Compartilhar
08 FEV 2017Por Da Reportagem10h50
Na redação do DL, junto com artistas da região, Chico Nogueira havia adiantado que os vereadores estariam envolvidos na lutaNa redação do DL, junto com artistas da região, Chico Nogueira havia adiantado que os vereadores estariam envolvidos na lutaFoto: Rodrigo Montaldi/DL

O Movimento Cultural de Santos e Baixada Santista deu um passo importante para reconquistar a Cadeia Velha de Santos como sede das Oficinas Culturais Pagu.

Na última sessão da Câmara, foi apresentada a proposta de criação da Comissão Especial de Vereadores (CEV), pelo vereador Chico Nogueira (PT), para discutir a volta do espaço como centro cultural. A iniciativa contou com a assinatura de 18 dos 21 parlamentares.  

Dezenas de artistas compareceram ao Legislativo. O documento do Conselho Municipal de Cultura repudiando o Estado pela falta de compromisso com a Cultura foi lido. A retirada do Projeto Guri da Zona Noroeste também foi duramente criticado. Os artistas da Baixada não querem que a Cadeia seja usada como escritório da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem).

A CEV ainda será votada. Enquanto isso não ocorre, o Movimento já marcou uma audiência pública estadual para 5 de março.

Nogueira já havia adiantado ao Diário sua preocupação com a decisão do Estado em acabar com as oficinas culturais. “A Cadeia e as oficinas juntas se tornaram um ícone, uma referência para a cultura da Baixada Santista. Centenas de artistas das mais variadas áreas se formaram lá. Essa não é uma ação do meu mandato, mas de todos os vereadores que preservam cultura e também da população. A luta é suprapartidária e acredito que a CEV será aprovada”, afirmara o parlamentar santista.

A ação de Nogueira e dos artistas é um reflexo de uma reunião fechada e sem alarde, envolvendo dirigentes da AGEM e cinco secretários de cultura - Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande e Cubatão – em que ficou definido que somente duas celas serão destinadas às atividades e cursos dos artistas da região.