X
Cotidiano

Cerca de 4 milhões de garrafas pet foram utilizadas na decoração do Natal Espetacular em todo o Estado

Iniciativa incentivou o reaproveitamento de embalagens para enfeitar as cidades nesse fim de ano

Como resultado final, as 256 cidades coletaram cerca de 4 milhões de garrafas pet que se transformaram em árvores de Natal, estrelas, bonecos de neve, velas, duendes, entre outros adornos / Divulgação

O Natal Espetacular, projeto do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, teve início no segundo semestre de 2018 com o objetivo de incentivar os municípios a produzir enfeites natalinos a partir de garrafas pet. Além de reaproveitar materiais que seriam descartados, os municípios criaram novos pontos turísticos que estão atraindo a atenção dos seus moradores e visitantes. 

"É um projeto que leva a bandeira da sustentabilidade como foco principal, mostrando a importância da preservação do meio ambiente para a população. Uma garrafa pet demora aproximadamente cem anos para se decompor", comentou a presidente do Fussesp, professora Lúcia França. 

Ao todo, 256 cidades do Estado de São Paulo aderiram à ideia e contaram com a ajuda dos munícipes, do comércio local e dos alunos de  escolas municipais, estaduais e particulares na arrecadação das embalagens. Profissionais voluntários aprenderam a produzir os enfeites de acordo com as orientações da equipe do Fussesp e reproduziram as peças em suas localidades. 

Como resultado final, as 256 cidades coletaram cerca de 4 milhões de garrafas pet que se transformaram em árvores de Natal, estrelas, bonecos de neve, velas, duendes, entre outros adornos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SANTOS

Estudantes vencem mostra científica do Butantan com trabalho sobre dignidade menstrual

Dois trabalhos desenvolvidos nas escolas municipais conquistaram o primeiro e segundo lugares na I Mostra Científica do Instituto

Procon pede explicações da Zara após caso 'Zara zerou' com clientes negros

O Procon vai solicitar informações sobre a política de treinamento que a Zara aplica aos funcionários e sobre as medidas de conscientização

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software