Cerca de 150 toneladas de lixo são recolhidas da orla durante feriado prolongado em PG

A intensificação da limpeza aconteceu de 18 a 21 de abril

Comentar
Compartilhar
22 ABR 2019Por Da Reportagem17h31
A manutenção é setorizada e é feita pela Divisão de Limpeza da Orla e pela Divisão de Manutenção de ViasA manutenção é setorizada e é feita pela Divisão de Limpeza da Orla e pela Divisão de Manutenção de ViasFoto: Divulgação/PMPG

Ainda que na última sexta-feira (19) tenha sido feriado (Paixão de Cristo), a Secretaria de Serviços Urbanos de Praia Grande (Sesurb) continuou realizando normalmente a manutenção e limpeza em toda Cidade para manter tudo em ordem para moradores e turistas. E para se ter uma ideia do resultado, somente entre os dias 18 e 21 de abril, cerca de 150 toneladas de lixo foram recolhidas da faixa de areia da orla durante o trabalho.

Para realizar o trabalho de forma ágil, a manutenção é setorizada e é feita pela Divisão de Limpeza da Orla (Regional 2) no trecho Canto do Forte/Mirim, e pela Divisão de Manutenção de Vias (Regional 4) no restante da praia, no trecho Maracanã/Solemar. As equipes, de aproximadamente 100 funcionários no total, são divididas em três: a de limpeza do calçadão, a que realiza o serviço na faixa de areia e funcionários que trabalham no apoio do serviço (entre setores administrativos, motoristas, ajudantes de caminhão e coletores de lixo recolhidos na orla).

O secretário de Serviços Urbanos, Katsu Yonamine, explicou a importância do trabalho constante de manutenção da Cidade. "Praia Grande costuma receber muitos turistas, especialmente em feriados de sol, como foi este último, e a praia é, sem dúvida, um dos destinos mais procurados, por isso a necessidade da intensificação da limpeza.

Yonamine destacou ainda que além do trabalho realizado pela Administração Municipal, todos têm papel essencial para a conservação da limpeza no local. "A Prefeitura faz a parte dela, mas é preciso que as pessoas se conscientizem e que não descartem o lixo fora das lixeiras, que estão espalhadas por toda a orla. Uma garrafa quebrada, por exemplo, tem seus cacos misturados à areia e torna-se uma armadilha quase invisível para todos, principalmente crianças".

Maquinário

Desde março, a Prefeitura de Praia Grande está testando uma moderna máquina com o objetivo de melhorar a limpeza da faixa de areia da orla. A 'Bob Cat T590' é o primeiro equipamento deste tipo no Brasil. Com ela, o recolhimento de microlixo (tampas de garrafa, aros de latinhas, canudos, pontas de cigarros etc) é intensificado, gerando, desta forma, benefícios ambientais e também à saúde pública.