Centro Histórico de Itanhaém é opção de turismo para turistas

O Centro Histórico abriga construções marcantes, como a Igreja Matriz de Sant’Anna e o Convento Nossa Senhora da Conceição.

Comentar
Compartilhar
15 FEV 201317h16

Para os turistas e munícipes que querem conhecer um pouco mais sobre a história dos quase 481 anos de Itanhaém, o Centro Histórico é um dos lugares que mais guarda lembranças do passado. A Praça Narciso de Andrade abriga a Igreja Matriz de Sant’Anna; o Museu Conceição de Itanhaém, prédio onde abrigava a antiga Casa de Câmara e Cadeia; além do Gabinete de Leitura, onde atividades culturais são realizadas assim como no passado. No Morro do Itaguaçu, preservando uma história de mais de 330 anos, o Convento Nossa Senhora da Conceição possui objetos de arte sacra e objetos históricos.

O Centro Histórico está disponível no passeio virtual do Itanhaém 360º, através do link: http://www.itanhaem.sp.gov.br/passeiovirtual/centro_historico/index.html. Confira abaixo um pouco sobre a história dos principais pontos turísticos do Centro Histórico de Itanhaém.

Igreja Matriz de Sant’anna

No início do povoamento em Conceição de Itanhaém, 1532, seus habitantes edificaram no alto do morro de Itaguassu, onde está hoje o Convento, uma pequena ermida de "barro" (como se referiam na época das edificações construídas à base de taipa de pilão), dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Nela assistiram os padres jesuítas, tendo se destacado a atuação de Leonardo Nunes na doutrinação e apaziguamento dos nativos e colonos, bem como José de Anchieta e o Padre Manoel da Nóbrega.

Serviu esta ermida de Matriz até 1639, momento em que se deu início à edificação de nova matriz, também de barro, dedicada então a Sant'ana. Foi a nova Matriz, porém, edificada abaixo do outeiro em terreno onde estendera-se o povoado (indicação de que o período de insegurança da conquista propriamente dita, sucedera o de assentamento da povoação já assegurado um domínio mais pleno da região).

O Centro Histórico mantém diversos pontos turísticos interessantes para o turista (Foto: Divulgação)

Convento Nossa Senhora da Conceição

Construção em estilo colonial do século XVI é um dos mais significativos conjuntos arquitetônico da cidade de Itanhaém. Localizado no alto do morro Itaguaçu simboliza um registro vivo de um período da história do País. Um marco, um dos bens mais representativos da memória da América. O Convento possui objetos de arte sacra, como os Santos de Pau-ôco, azulejo português entre outros.

O monumento histórico, a partir de 1952, foi objeto de restauração, executada então pelo órgão de preservação federal, tendo-se porém optado por conservar parte dos edifícios conventuais arruinados, exatamente aquela que Frei Rodrigo dos Anjos tentou realizar em 1733. Existiam (como existem ainda hoje), dificuldades muito sérias a vencer no sentido de se chegar a uma definição quanto à reconstituição dessas ruínas, já tornadas - elas próprias - históricas.

Museu Conceição de Itanhaém

O prédio onde foi instalado o Museu Conceição de Itanhaém é a antiga Casa de Câmara e Cadeia, um importante patrimônio histórico da Cidade e que tem suas origens no processo de colonização da antiga Vila de Nossa Senhora de Conceição. O local funcionou como cadeia até 1964 e foi sede da Câmara de Vereadores até 1971.

A Casa de Câmara e Cadeia, juntamente com o Centro Histórico da Cidade, foi recuperado pela Prefeitura em 2005, com recursos provenientes do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (DADE), e é tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat).

O museu está localizado na Praça Narciso de Andrade, no Centro Histórico, e funciona de terça a sexta-feira, das 9 às 18 horas; e aos sábados e domingos, das 11 às 17 horas. A entrada é de R$ 2,00.

Gabinete de Leitura

Inaugurado há 115 anos, o Gabinete de Leitura de Itanhaém representava muito mais que um simples espaço dedicado a leitura. Por várias décadas, o espaço serviu como um autêntico reduto cultural, reunindo um acervo valioso e diversas atividades ligadas às artes e a cultura em geral. Mas enfrentou um período de decadência e acabou sendo demolido. Em 2011, a Prefeitura resgatou a memória do antigo monumento, concluindo a reconstrução do prédio em sua característica e posição originais, ao lado do Cruzeiro existente no início da rampa do Morro do Convento, no Centro. O prédio é utilizado para a realização de atividades culturais no Município.