CDHU participa da Semana Conciliação em Itanhaém

Técnicos da Companhia estarão no Cejusc para realizar acordos com mutuários inadimplentes.

Comentar
Compartilhar
12 NOV 201212h19

Promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) está participando da "Semana Nacional de Conciliação 2012",   que acontece em Itanhaém, no dia 14 de novembro, das 9h30 às 17h. No dia, uma equipe da CDHU estará negociando débitos de mutuários inadimplentes, durante o evento que acontece na Avenida Harry Forsell, nº 1.505, Jardim Sabaúna.

Serão oferecidas condições especiais para entrar em acordo.  O parcelamento da dívida poderá ser feito sem o pagamento obrigatório de 10% do total do débito, o cálculo da renegociação será feitos em incidência de juros contratuais e os juros do débito em atraso serão desconsiderados. A expectativa é que todos os 146 mutuários convocados compareçam para regularizar a situação.
 
A "Semana Nacional de Conciliação 2012" acontece em todo o país, entre os dias 7 e 14 de novembro, por iniciativa do CNJ, e envolve a Justiça Federal, Trabalhista e Estadual.  Operando desde 2006, o movimento pela conciliação tem como objetivo tornar a justiça mais rápida e efetiva, com incentivo à cultura do diálogo. Os tribunais, em parceria com o CNJ, atuam na valorização da conciliação e o evento é um marco anual desse esforço.
 
As partes envolvidas em conflitos têm o poder de decidir pela solução dos processos, por meio de intermediação autorizada e reconhecida pelo Estado.  Entre os benefícios da prática está a redução do número de conflitos litigiosos e do tempo para a análise dos processos, sendo que os cidadãos têm com mais rapidez a resposta definitiva ao caso que está em andamento na Justiça.  Durante a "Semana de Conciliação de 2011" foram realizadas mais de 434 mil audiências.
 
Podem participar das sessões apenas os mutuários em situação pré-processual.  As famílias já acionadas judicialmente devem procurar diretamente os escritórios de advocacia contratados pela CDHU para fazer o acordo.