CDHU libera auxílio-moradia às famílias desalojadas por desabamento na Cota 95

Na quinta-feira umas das famílias começará a receber o auxílio-moradia e a outra, que já desfruta do benefício, fará a mudança; ambas as casas já começaram a ser demolidas

Comentar
Compartilhar
31 MAI 201114h45

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) informou ontem que já tomou todas as providências necessárias para atender as famílias afetadas pelo desabamento de duas casas na Cota 95, em Cubatão, ocorrido na manhã da última segunda-feira. Nesta quinta-feira (2), será realizada a mudança de uma família e a outra, que já havia deixado a residência, receberá o auxílio-moradia.

Segundo a CDHU, os moradores das duas casas foram notificados pela Defesa Civil e orientados pela equipe social da CDHU da necessidade de desocuparem os imóveis imediatamente. A edificação 007, Setor 1, Qd 02, estava vazia quando desabou, na segunda-feira, às 5h30. A família se encontra em casa de parentes e irá receber auxílio-moradia da CDHU amanhã. Como havia uma disputa pela titularidade desta moradia, não pôde ser feita a demolição de imediato. O caso foi resolvido recentemente de comum acordo entre as partes, ficando acertado que seria atendida a família que residia no imóvel.

Já os moradores da casa 008 têm o auxílio-moradia disponível desde o dia 26 de maio e estão com mudança agendada também para esta quinta-feira. De acordo com a CDHU, por diversas vezes eles foram orientados a desocupar a edificação e se abrigar provisoriamente na casa de um parente que mora ao lado. No entanto, a família se recusou a sair do local e só foi retirar o recurso do auxílio-moradia na última segunda-feira. A demolição das duas casas começou ontem.

Auxílio-moradia de R$ 400

O valor do auxílio-moradia é de R$ 400,00 mensais. Quando o benefício é liberado, a família recebe antecipadamente R$ 1.200,00 referentes às três primeiras parcelas. O auxílio é pago até a entrega definitiva da unidade habitacional, que em média acontece em até cinco meses. Elas serão atendidas em algum empreendimento na cidade de Cubatão, a ser definido pela CDHU.

Programa Serra do Mar

Ambas as famílias estão cadastradas no Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar do Governo do Estado. A Secretaria de Estado da Habitação, por meio do programa, removerá 5.500 famílias dos bairros Cota de Cubatão para conjuntos habitacionais da CDHU e outras 2.500 terão suas residências consolidadas no próprio local.

De acordo com o secretário de Habitação de Cubatão, Wagner Moura dos Santos, ao menos 1 mil famílias já foram removidas de áreas de risco e de preservação ambiental do Parque Estadual da Serra do Mar.