Caso suspeito de zika é diagnosticado em São José dos Campos

O paciente, um engenheiro de 32 anos teria se contaminado em Camaçari, na Bahia, onde reside

Comentar
Compartilhar
26 MAI 201517h31

Um caso suspeito de zika, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também transmite a dengue, foi notificado na segunda-feira, 22, à Vigilância Epidemiológica de São José dos Campos, no Vale do Paraíba. O paciente, um engenheiro de 32 anos teria se contaminado em Camaçari, na Bahia, onde reside. Ele apresentou sintomas quando visitava parentes na cidade paulista e foi atendido em um hospital particular.

Inicialmente, a suspeita era de que o paciente tivesse dengue, mas os exames para essa doença deram negativo. Com base nos sintomas e nas informações do engenheiro de que provinha de uma região onde há casos da nova doença, o diagnóstico foi mudado para "provável infecção por vírus zika". Como não há protocolo definido pelo Ministério da Saúde para essa doença, o hospital não encaminhou amostras para exame em laboratório oficial.

Depois de permanecer em repouso, o paciente retornou para a Bahia, onde passaria por um infectologista. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de São José dos Campos, por se tratar de paciente em trânsito, se a doença for confirmada, o caso entrará nas estatísticas do Estado da Bahia.

Na sexta-feira passada, o Estado de São Paulo teve confirmado em Sumaré, região de Campinas, o primeiro caso autóctone de zika - em que o paciente se contaminou na própria cidade. Além do caso paulista, outros 17 tiveram sorologia positiva para o vírus da zika no País, segundo o Ministério da Saúde, sendo oito na Bahia e oito no Rio Grande do Norte.

Caso suspeito de zika foi diagnosticado em São José dos Campos (Foto: Divulgação)