X

Cotidiano

Casamento Comunitário: emoção marca o grande dia de casais

Em cada passo dado lentamente eram sorrisos apaixonados, acenos para a família e lágrimas de emoção

Da Reportagem

Publicado em 25/10/2018 às 18:01

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Trinta e dois casais entraram pelo tapete vermelho do Clube Vasco da Gama / Divulgação/PMS

Ao som das celebradas canções Hallelujah, de Leonard Cohen e de A Thousand Years, de Christina Perri, um a um os 32 casais participantes do Casamento Comunitário entraram pelo tapete vermelho do Clube Vasco da Gama (Ponta da Praia) na noite desta quarta-feira (24), para realizar o grande sonho de oficializar a união. Em cada passo dado lentamente eram sorrisos apaixonados, acenos para a família e lágrimas de emoção.

Os casais já haviam comparecido ao cartório pela manhã para o registro civil. À tarde, as mulheres fizeram cabelo e maquiagem oferecidos pelo Sindbeleza e, à noite, toda expectativa e ansiedade do dia se transformaram em plena felicidade.

O agente funerário Rafael Lima de Jesus, 28 anos, não largava nem por um minuto a mão de sua agora esposa, a produtora de vendas Helenny Juliana de Carvalho Batista, grávida de três meses do primeiro filho do casal. Eles se conheceram há um ano e meio em um site de relacionamentos e quando se viram pela primeira vez pessoalmente dizem que foi "amor à primeira vista".

"Estou me segurando para não chorar e borrar a maquiagem; é muita emoção. Desde que nos inscrevemos no Casamento Comunitário começamos a preparar cada detalhe para o dia de hoje, inclusive minha família toda me ajudou a escolher o vestido. Estou muito feliz", disse Helleny.

A produtora de vendas, que tem dois filhos de um casamento anterior - um menino de sete que mora com ela, e uma adolescente com 13 que vive com o pai, espera que a formalização da nova união contribua para agregar a família. "Minha filha não virá ao meu casamento por opção dela, mas acredito que agora ela passe a entender o sentido da nossa união e saiba que é totalmente bem-vinda em nossa casa", disse Helenny emocionada.

Já a dona de casa Ana Paula Arcanja Ribeiro, 38 anos, agora oficialmente esposa do aposentado Sinval Simião Marques, 79, não conteve as lágrimas durante toda a cerimônia. "Meu coração está na boca, nem consigo explicar a emoção do dia de hoje", disse. Os dois, juntos há pelo menos 15 anos, já chegaram a se casar uma vez, mas acabaram se separando devido à reprovação de familiares e amigos em relação à diferença de idade. "Depois de tanto tempo, amadurecemos muito e nos sentimos ainda mais fortalecidos. Ninguém nos separa", disse a dona de casa.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa falou que o evento é uma demonstração de garantia de oportunidades. "Uma cidade só é justa quando proporcionamos as mesmas chances para todos, e o dia de hoje é um grande exemplo disso".

Realizado pela Prefeitura, o Casamento Comunitário promove a união de casais com renda de até dois salários mínimos. O programa inclui a união civil sem custos de cartório e uma cerimônia festiva.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Argentina barra acesso de brasileiros alegando 'falso turismo'

Nos últimos dois meses, diversas universitárias relataram terem sido barradas no aeroporto por autoridades argentinas

Diário Mais

Por que algumas pessoas fazem o sinal da cruz ao passar por um cemitério?

Gesto tem explicação religiosa

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter