Cotidiano

Casal da Região conta experiência de organizar passeios e viagens com idosos

Apesar de atenderem a todos os públicos, a 3ª idade ocupa mais lugares nos ônibus

Jeferson Marques

Publicado em 08/10/2022 às 07:33

Atualizado em 08/10/2022 às 09:56

Comentar:

Compartilhe:

O casal Ana Paula e Valdemir tem alta procura de idosos por seus passeios / Arquivo Pessoal

"Eles gostam de passear, de conversar e de fazer novos amigos". É com essa afirmação que Ana Paula da Silva Brandão, 49, que organiza passeios e excursões saindo de várias cidades da Região, lembra do seu trabalho com um público muito animado: o da 3ª idade. Ela e o marido, Valdemir Santos do Nascimento, 44, são moradores de São Vicente e criaram a empresa Nascimentour Viagens, que leva seus clientes a diversos roteiros pelo Brasil. E, apesar do foco ser em qualquer idade - basta ter disposição para conhecer outros lugares - são os idosos que mais ocupam os lugares em suas listas.

Em conversa com a Reportagem o 'casal de viajantes' contou que organizar passeios onde o maior número de clientes são idosos requer cuidados diferentes do que em grupos com pessoas mais jovens. "Muitos deles tomam certas medicações que os fazem ir mais vezes ao banheiro, e precisamos fazer mais paradas no trajeto, pois alguns não gostam de usar o toalete do próprio ônibus. A forma como o motorista conduz o veículo também se torna mais cuidadosa, pois sabe que a maioria ali dentro já tem certa idade", explica Ana Paula.

Mas para quem pensa que isso torna o passeio mais chato, se engana: segundo os organizadores, a 3ª idade é extremamente prestativa, aberta a novas amizades e muito empolgada. "Eles conversam muito, gostam de se conhecer, de contas suas histórias de vida e são colaborativos. É sempre uma diversão muito gostosa viajar com eles. Cada passeio é diferente e mais enriquecedor do que o outro", comenta ela.

O atendimento ao idoso começa de forma diferenciada no telefone. Segundo Nascimento (marido de Ana Paula), hoje em dia muitos deles já usam o Whatsapp e prestam muita atenção ao que é falado, horários combinados e demais detalhes. "O público jovem muitas vezes não lê direito as instruções e informações da viagem, o que não acontece com os mais velhos. Se você esquece de colocar uma vírgula, eles notam (risos). São mais atentos e participativos, e isso nos ajuda muito com relação a evitar atrasos e desencontros", lembra.

"O idoso é viajado e conhece muitas coisas. Eles acabam nos ajudando, trabalhando meio que como um guia para nós. Alguns sabem que em determinada cidade algum restaurante é melhor, em outra onde é bonito fazer fotos e assim por diante. Por isso falamos que é tão diferente viajar com esse público. Como eu disse, é sempre um aprendizado", reforça Ana Paula.

Grupo em viagem ao Lavandário em Cunha/SP - Arquivo Pessoal

O casal sabe que a responsabilidade acaba sendo ainda maior quando a 3ª idade ocupa mais lugares em seus roteiros. "Alguns filhos e familiares os deixam no local do embarque e falam: cuida dele/dela pra mim direitinho. E a gente sabe que há essa preocupação, e tentamos ser assertivos o tempo todo, trabalhando com cada grupo de acordo com as suas necessidades, pois eles se diferenciam entre si", esclarece Nascimento.

'Meu plano de saúde são as minhas viagens'

Eles lembram de um episódio em que uma senhora os chamou e disse que não pagava plano de saúde, pois preferia viajar. "Meu plano de saúde são as minhas viagens. Adoro passear e conhecer outros lugares. Isso me faz bem e ter mais vontade de viver", disse a cliente.

Até mesmo um casal já foi formado dentro do ônibus. "Só não sei se hoje eles se casaram, mas passaram a ficar juntos após se conhecerem em um dos nossos passeios", comemora Ana Paula.

A Nascimentour está com a ideia de expandir suas viagens, inclusive, para fora do Brasil, e planejam um 2023 com ainda mais opções de roteiros. "Qualquer pessoa pode viajar conosco, e não apenas idosos. E tentamos sempre oferecer a melhor experiência para todos. Digo que, a cada embaque, formamos uma família", finaliza Ana Paula.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

PAT do Litoral de SP oferta mais de 150 vagas de emprego neste sábado; veja os cargos

É necessário levar a Carteira de Trabalho física ou digital, documento oficial com foto e PIS

Bertioga

Cidade do Litoral de SP tem programação esportiva de inverno; veja agenda

Município recebe diversas modalidades

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter