Cantareira tem 20ª elevação seguida no volume de água armazenada

Esta variação mostra uma ligeira queda no ritmo de aumento que, no último dia 24, foi 0,4 ponto percentual. Há três dias não chove sobre esse sistema formado por seis reservatórios

Comentar
Compartilhar
26 MAR 201512h51

O nível do Sistema Cantareira, o maior manancial de abastecimento da região metropolitana de São Paulo subiu de ontem (25) para hoje (26) pela vigésima vez consecutiva ao passar de 18% para 18,2%. Esta variação mostra uma ligeira queda no ritmo de aumento que, no último dia 24, foi 0,4 ponto percentual. Há três dias não chove sobre esse sistema formado por seis reservatórios.

Pelo método de cálculo que passou a ser divulgado no último dia 16, levando em consideração a utilização do volume morto (abaixo das comportas), o nível do  Sistema Cantareira aumentou de 13,9% para 14,1%. O volume armazenado alcançou 179,1 bilhões de litros.

O nível do Sistema Cantareira subiu de ontem (25) para hoje (26) pela vigésima vez consecutiva ao passar de 18% para 18,2% (Foto: Estadão Conteúdo)

Também não houve captação de água de chuva sobre os cinco demais sistemas de abastecimento administrados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. Foram constatadas elevações em três deles e estabilidade em dois. No Alto Tietê, o nível permaneceu em 23,1% e, no Rio Grande, a marca que tinha caído 0,3 ponto percentual ontem (25) manteve-se inalterada hoje em 98%.

Na Represa do Guarapiranga, o nível elevou de 84,7% para 85%; no Alto Cotia (de 63,9% para 64,1%) e no Rio Claro (de 43,4% para 43,5%).