Caminhão do Peixe atende Morrinhos nesta terça-feira

População pode comprar peixes por preços abaixo dos praticados no mercado.

Comentar
Compartilhar
08 JAN 201310h46

Nesta terça-feira (8), a partir das 9 horas, o Caminhão Feira do Peixe estará na Praça do Comércio, no Morrinhos II. Os munícipes poderão comprar peixe a preços menores dos oferecidos em peixarias e supermercados da Cidade. Na ocasião, serão comercializados 140 quilos de pescado, como mistura por R$ 2,50 o quilo; cascote por R$ 3 o quilo; peixe-espada, também por R$ 3; e corvina, a R$ 7. A iniciativa é viabilizada pela Prefeitura de Guarujá, em parceria com o Governo Federal, por meio do Ministério da Pesca e Agricultura.

Os pescados estarão à disposição dos consumidores até o término do estoque, sem limite estipulado. Cada consumidor pode comprar a quantidade que desejar, mas é importante prevalecer o bom senso para que todos os munícipes que se dirigirem ao local possam levar o pescado para casa.

O manuseio e o atendimento do peixe serão feitos pela Cooperativa Pérolas de Guarujá, com acompanhamento de técnicos da Prefeitura de Guarujá e supervisão do Ministério de Pesca e Aquicultura.

Os pescados estarão à disposição dos consumidores até o término do estoque, sem limite estipulado. (Foto: Raimundo Nogueira/ Divulgação/ PMG)

Caminhão Feira do Peixe

Incentivar o hábito de uma alimentação saudável e a baixo custo à população. Este é um dos objetivos do Caminhão Feira do Peixe, que voltou a comercializar o produto por um valor menor do que aquele cobrado nos mercados e peixarias em novembro de 2012. As Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico e Portuário e Desenvolvimento Social e Cidadania são parceiras na atividade.

Desde o dia 13 de novembro, quando voltou a funcionar, o Caminhão vendeu 1,2 tonelada de alimentos. Segundo o diretor de Pesca e Aquicultura e Atividades Náuticas da Prefeitura, Ricardo Louzada, “a proposta é continuar com a comercialização do produto todas as terças-feiras, inicialmente apenas no Morrinhos, com a possibilidade de futuramente ser estendido a outros bairros”.