X

Cotidiano

Caminhão da mamografia fica até amanhã na Vila Belmiro

A campanha é uma iniciativa da Federação Paulista de Futebol, em parceria com as ONGs Américas Amigas e Meninas de Peito e com clubes filiados

Caroline Souza

Publicado em 10/10/2018 às 09:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Atendimento é gratuito, mas exige agendamento prévio pelo site / Rodrigo Montaldi/DL

O caminhão do projeto ‘O Futebol Contra o Câncer de Mama - Marque esse Gol’ chegou ontem em Santos para realizar mamografias e exames complementares nas mulheres da região. A carreta ficará em frente ao estádio da Vila Belmiro até amanhã.

A campanha é uma iniciativa da Federação Paulista de Futebol, em parceria com as ONGs Américas Amigas e Meninas de Peito e com clubes filiados - o Santos, na ­r­egião.

Em 2016, a campanha ‘Marque Esse Gol’ realizou 777 mamografias durante o mês de outubro, e teve como resultado a detecção e diagnóstico de oito casos de câncer de mama, que foram encaminhados para tratamento. No ano passado, as unidades móveis realizaram 847 mamografias, com oito casos de câncer diagnosticados e encaminhados. Em Santos, mais de 300 mulheres foram atendidas nas edições anteriores.

“Fazemos 100% do atendimento, desde a conscientização até os exames”, explica uma das idealizadoras do projeto, Cristiane Gambaré. “Além disso, as mulheres diagnosticadas são encaminhadas para hospitais parceiros, onde receberão o tratamento”.

O atendimento é gratuito, mas é necessário agendamento prévio pelo site ­www.­marqueessegol.com.br. Na hora do cadastro, marque Santos FC como opção desejada. O agendamento não garante vaga. As mulheres selecionadas são avisadas via email.

Lucia Lopes ficou sabendo da carreta pela internet e decidiu se inscrever. “Costumo fazer todo ano pelo SUS, mas é mais demorado e por aqui já conseguimos fazer tudo de uma vez”, comenta.

A idade mínima exigida para a realização dos exames é de 40 anos. Além da mamografia, o caminhão também possui equipamento para realizar exames de ultrassom diagnóstico, caso necessário.

A médica mastologista, dra. Maria Del Carmen Wolgien, lembra da importância do exame.

“O câncer de mama é o que mais incide entre as mulheres, depois do câncer de pele. A detecção precoce e o tratamento consegue salvar vidas”, diz. Segundo ela, se descoberto no início, há 95% de chances de cura. “Também é importante que as mulheres façam o autoexame e, caso percebam alguma alteração, busquem o médico”, finaliza.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Argentina barra acesso de brasileiros alegando 'falso turismo'

Nos últimos dois meses, diversas universitárias relataram terem sido barradas no aeroporto por autoridades argentinas

Diário Mais

Por que algumas pessoas fazem o sinal da cruz ao passar por um cemitério?

Gesto tem explicação religiosa

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter