Câmeras do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste são alvo de vandalismo

A Prefeitura já trocou o cabeamento e registrou boletim de ocorrência no 5º DP de Santos

Comentar
Compartilhar
13 ABR 2018Por Da Reportagem18h07
Foi identificado o rompimento, por alicate, do fio que abastecia o sinal de quatro câmerasFoto: Divulgação/PMS

O Complexo Hospitalar da Zona Noroeste está sendo modernizado com a instalação de 27 câmeras, que têm o objetivo de conferir mais segurança a funcionários e usuários deste serviço de saúde. No entanto, na última quinta-feira (12), foi identificado o rompimento, por alicate, de fio que abastecia o sinal de quatro câmeras, voltadas para a recepção e para o elevador próximo ao centro cirúrgico do térreo.

A Prefeitura já trocou o cabeamento e registrou boletim de ocorrência no 5º DP de Santos. "Agora será feita a investigação policial para apurar responsabilidades criminais", informa o secretário de Saúde, Fábio Ferraz.

Os funcionários do Complexo da Zona Noroeste já foram informados do ocorrido de forma a colaborarem com a Administração no que se refere à investigação policial e para coibir que casos parecidos voltem a ocorrer.

O circuito de câmeras do Complexo é formado por 12 dispositivos instalados em área interna e 15 externas, ao custo de R$ 190.096,80, financiado por meio de termo de cooperação técnica firmado com a Embraport.