Câmara dos EUA aprova lei para Congresso revisar acordo nuclear com Irã

A Câmara dos Representantes aprovou a medida por 400 votos a 25, um reflexo da insistência dos deputados em ter uma voz diante de um eventual acordo com o Irã

Comentar
Compartilhar
14 MAI 201519h02

O Congresso dos Estados Unidos enviou nesta quinta-feira ao presidente Barack Obama uma lei que dá ao Legislativo o poder de revisar e potencialmente rejeitar um eventual acordo nuclear com o Irã. A Câmara dos Representantes aprovou a medida por 400 votos a 25, um reflexo da insistência dos deputados em ter uma voz diante de um eventual acordo com o Irã.

Há uma negociação em andamento, pela qual Teerã reduziria seu programa nuclear em troca de um alívio nas sanções econômicas contra o país. O Congresso liderado pela oposição republicana não quer ver o Irã com armas nucleares, mas mostra-se cético quanto à possibilidade de o país cumprir o acordo.

O porta-voz da presidência, Josh Earnest, disse novamente hoje que Obama assinará a nova lei.

O prazo para um acordo com o Irã é o fim de junho. Enquanto a Câmara votava, Obama se reunia em Camp David com líderes árabes, esperando convencê-los de que as aberturas norte-americanas ao Irã teriam como contrapartida compromissos para a segurança regional.

Com a nova lei, Obama não poderá relaxar as sanções por pelo menos 30 dias, enquanto os congressistas examinam qualquer acordo final. Ainda assim, Obama tem a prerrogativa de retirar boa parte das sanções por contra própria, o que poderia levar à implementação do acordo.