Calçadas do Canal 5 estão tomadas pelo mato

Nas proximidades da Avenida Perimetral, a ciclovia do Canal 5 está tomada pelo mato e pelas árvores sem poda. Quem se arrisca a passar pelo espaço precisa driblar os obstáculos

Comentar
Compartilhar
09 JAN 2018Por Rafaella Martinez12h15
Nas proximidades da Avenida Perimetral, a ciclovia do Canal 5 está tomada pelo mato e pelas árvoresFoto: Rodrigo Montaldi/DL

A situação tem se tornado constante: munícipes precisam dividir os passeios públicos de Santos com o mato alto, os buracos e as raízes de árvores que provocam ­desníveis no solo. O Diário do Litoral já havia denunciado a situação dos bairros Marapé, Rádio Clube, Encruzilhada, Vila Mathias e Macuco em dezembro. Desta vez, as reclamações vêm dos munícipes que transitam pela Avenida Almirante Cochrane.

Nas proximidades da Avenida Perimetral, a ciclovia do Canal 5 está tomada pelo mato e pelas árvores sem poda. Quem se arrisca a passar pelo espaço precisa driblar os obstáculos. A situação é semelhante nas imediações da Av. Afonso Pena e nas calçadas do BNH, na Rua Vergueiro Steidel.

De acordo com a Prefeitura, desde o decreto 7641/2017, não há mais efetivo dos serviços de capinação e raspação. Desta forma, os serviços foram contingenciados e o tempo de retorno das equipes para os bairros está maior.

Em nota, a Secretaria de Serviços Públicos informa que a capinação na Avenida Afonso Pena foi realizada em toda a sua extensão chegando agora no trecho do Canal 5 ao 6. Os trabalhos começaram nesta semana e hoje as equipes estarão concentradas em frente à igreja da Aparecida.

Com relação ao BNH, na altura da Rua Vergueiro Steidel, a Prefeitura destaca que realiza os serviços que são de responsabilidade do município, já a vegetação que esta enfrente as residências essa é de responsabilidade do proprietário da ­residência.

Periodicidade

A Prefeitura afirma que as equipes fazem vistorias periódicas e agendam os serviços de acordo com o grau de necessidade.

Esta semana, o trabalho está concentrado em vários bairros. Na Zona Leste, uma equipe atende ao Macuco, mais ­especificamente à região da Avenida Siqueira ­Campos m do trecho citado a cima.

Já na Zona Noroeste, o serviço passa pelo São Manoel, nas proximidades da Rua Vereador ­Antonio M. Coelho.

Divididos em cinco equipes, diariamente 50 operários munidos de pás, enxadas e vassouras percorrem várias vias públicas para executar o trabalho de retirada do mato das calçadas, guias e sarjetas. O serviço conta com apoio de caminhões e carretas para remoção dos resíduos.