Cães e gatos são castrados na Área Continental de São Vicente

Em parceria com a ONG Viva Bicho, 48 animais foram castrados no último domingo (13)

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2021Por Da Reportagem21h30
Para agendar castração, os munícipes da Área Continental devem entrar em contato com a UbasaPara agendar castração, os munícipes da Área Continental devem entrar em contato com a UbasaFoto: Divulgação/PMSV

A castração é um ato de amor e uma forma de evitar que tantos animais sejam abandonados na Cidade. Por isso, no último domingo (13) 48 animais, entre cães e gatos, machos e fêmeas, foram castrados na Unidade de Saúde Animal (Ubasa), na área Continental de São Vicente.

A ação foi uma iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente e Defesa Animal (Semam), em parceria com a ONG Viva Bicho. “Esse mutirão foi uma doação que recebemos da Viva Bicho. A proposta é que a gente faça 60 atendimentos. A proposta é que a Semam estabeleça uma ação de forma efetiva e rotineira. Estamos fazendo estudos para isso, com planos para que a gente possa ampliar, inclusive, essa quantidade de atendimentos e atender as demandas dos munícipes”, explica a secretária da Semam, Márcia Jovito.

A Secretária também ressalta sobre a importância de um agendamento prévio com atenção às orientações que os técnicos passam aos tutores dos animais. “Existe uma serie de orientações que a gente passa para os responsáveis pelos pets, referentes a jejum, período de descanso, ao peso do animal e outras especificidades importantes.”

Ela esclarece,  por exemplo, que os gatos têm que ser transportados dentro de uma caixa. “Não podem vir soltos porque têm o risco de fugir, de ficarem bravos. Então tem todo esse cuidado. Em relação aos cães também, têm que vir com a coleira, se for bravo, com focinheira. Tem uma série de orientações que a gente passa e tem que ser garantido isso para ter sucesso no atendimento.”  

A Presidente da ONG Viva Bicho, Mariluce Pereira, afirma que a única maneira   para reduzir o abandono de animais é o controle populacional. “Não existem tantos lares para tantos animais. Infelizmente, ainda, a compra de animais é uma realidade no nosso dia-a-dia. Então a única forma que você tem para proteger o animal é fazer com que eles não se reproduzam. E isso se faz por meio da castração. Essas parcerias são muito importantes, pois temos toda a estrutura e o que a gente precisa é de espaço para atender as demandas, sobretudo nas comunidades mais carentes e distantes”.

Presente na ação, a vice-prefeita Sandra Conti disse que essa parceria é fundamental  num momento em que as atividades de castração seguem paralisadas na UBASA  por conta da morosidade dos processos de licitação. “É um processo demorado e ainda estamos sem as medicações. Quero lembrar que o Departamento de Controle de Zoonoses (Dezoon) continua fazendo castração na área insular, mas aqui na Área Continental a UBASA teve que interromper , então,  neste momento,  o apoio dessa ONG é de extrema importância porque veio nos ajudar a suprir boa parte da demanda por castração.”  

Agendamentos – Para agendar castração, os munícipes da Área Continental devem entrar em contato com a Ubasa - Telefone: (13) 3566-6027 – e deixar nome, endereço e documento na lista de interessados. Assim que for definida a data, os interessados serão informados.  

Área Insular – O Departamento de Controle de Zoonoses de São Vicente (Dezoon) fica na Rua Catalão, 530 – Vila Voturuá. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Telefone: (13) 3561-1604.