Brasil e Rússia assinam protocolo sobre medidas fitossanitárias para grãos

O protocolo assinado nesta quinta estabelece medidas que facilitam a emissão de certificados fitossanitários de grãos seguindo a Norma Internacional de Movimentação de Produtos Vegetais

Comentar
Compartilhar
22 FEV 201301h55

O Brasil e a Rússia assinaram nesta quinta-feira (21) protocolo sobre medidas fitossanitárias para produtos de origem vegetal, destinado a facilitar principalmente o comércio da soja entre os dois países. O acordo foi firmado pelo secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ênio Marques, e pelo diretor do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia, Serguei Dankvert.

Segundo o Mapa, o protocolo assinado nesta quinta estabelece medidas que facilitam a emissão de certificados fitossanitários de grãos seguindo a Norma Internacional de Movimentação de Produtos Vegetais. A Rússia tem interesse na importação do farelo de soja brasileiro para alimentação de seu rebanho bovino. Na segunda (18) e terça-feira (19), autoridades do setor agropecuário brasileiro se reuniram com autoridades russas para  formatar acordos sobre o assunto e sobre a exportação do trigo russo para o Brasil.

O documento relativo ao trigo foi assinado na quarta (20), mas o acordo sobre o farelo de soja não foi formalizado. Em entrevista à Agência Brasil, o ministro da Agricultura da Rússia, Nikolay Fedorov, adiantou que o diretor de Vigilância Fitossanitária, Serguei Dankvert, prolongaria sua estada no Brasil para finalizar a questão da soja .

Além de autoridades do Ministério da Agricultura e da delegação russa, estiveram na reunião representantes da Associação Brasileira de Frigorifícos (Abrafrigos) e seus associados.