Brasil e Espanha discutem aproximação na área militar

A vinda de Pedro Morenés a Brasília é um desdobramento da visita da presidenta Dilma Rousseff à Espanha

Comentar
Compartilhar
12 MAR 201316h10

Os ministros da Defesa do Brasil, Celso Amorim, e da Espanha, Pedro Morenés, se reuniram hoje (12) para discutir a aproximação das Forças Armadas e da indústria de defesa dos dois países. A vinda de Morenés a Brasília é um desdobramento da visita da presidenta Dilma Rousseff à Espanha, em novembro de 2012, quando levou consigo um grupo de trabalho com especialistas na área de defesa.

De acordo com Celso Amorim, o objetivo da reunião foi ampliar o diálogo bilateral nesse tema, repetindo, por exemplo, a parceria que os países têm em aeronáutica. Além disso, o Brasil comprou navios de superfície espanhóis e reformou embarcações brasileiras, no âmbito do Programa de Obtenção de Meios de Superfície (Prosuper), cujo objetivo é a renovação da frota de superfície da Marinha.

Foi discutida também a possibilidade de desenvolver outros projetos, como a cooperação espanhola na prevenção e no combate a desastres naturais e catástrofes; e a ampliação do intercâmbio entre militares brasileiros e espanhóis. Atualmente, há cerca de 18 brasileiros em escola militar da Espanha e três militares espanhóis estudando no Brasil.

Celso Amorim esteve reunido com ministro da Defesa da Espanha, Pedro Morenés (Foto: Divulgação)

“Independentemente das posições estratégicas que tenham, é importante que o Brasil e a Espanha tenham vínculos estreitos, pois compartilhamos princípios”, disse Amorim. Ele ainda aproveitou para confirmar a presença espanhola na próxima Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa (Laad-Security), que vai ocorrer em abril do próximo ano, no Rio de Janeiro.

Os ministros divulgaram nota conjunta sobre o encontro.