Biometria é obrigatória para 130 mil eleitores da Baixada Santista

Cadastro precisa ser feito ainda este ano nas cidades de Cubatão, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe

Comentar
Compartilhar
27 AGO 2019Por Caroline Souza07h22
Eleitores de quatro municípios da Baixada precisam cadastrar a biometria até dia 19 de dezembroFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

Cerca de 130 mil eleitores de Cubatão, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe precisam cadastrar a biometria ainda este ano. Esses são os municípios da Baixada Santista em que o cadastramento é obrigatório.

Cubatão é a que tem o maior eleitorado: 94.906. No entanto, apenas 42,20% já realizaram o registro, de acordo com dados do sistema da Justiça Eleitoral. Em Itanhaém, são 76.905 eleitores e 58,51% registraram a biometria. Peruíbe tem um eleitorado de 56.077 munícipes, com 55,31% cadastrados. Já Mongaguá possui 45.164 eleitores e 59,88% compareceram ao Cartório Eleitoral.

A biometria pode ser realizada no cartório ou em qualquer unidade do Poupatempo com serviços eleitorais. É necessário realizar agendamento prévio no site do TRE-SP ou do Poupatempo. No momento de agendar, o cartório será indicado a partir do CEP de residência do eleitor.

É preciso levar um comprovante de endereço, documento de identificação oficial, além do título de eleitor, quando houver.

Quem mora em uma das quatro cidades citadas e não fizer a biometria até o dia 19 de dezembro de 2019 terá o título cancelado e estará impedido de votar nas próximas eleições. Sem o documento, o eleitor fica impedido de tirar passaporte, CPF e carteira de identidade.

Nos outros municípios da região a biometria não precisa ser realizada neste ano, mas o TRE-SP recomenda que o eleitor faça seu cadastro antes que se torne obrigatório.

Entre as cidades da Baixada Santista em que o cadastro ainda não é obrigatório, a com maior número de eleitores cadastrados é Praia Grande (46,4%), seguida de Santos (36,39%), Bertioga (35,42%), São Vicente (28,35%) e Guarujá (26,56%).