Banco de Alimentos de Itanhaém recebe visita de técnicos e é elogiado

Os profissionais conheceram as instalações, os serviços e os programas oferecidos pelo Banco

Comentar
Compartilhar
26 FEV 201314h49

O Banco de Alimentos de Itanhaém vem mostrando que é referência nacional em programa social. O Município sai na frente e chama a atenção de profissionais de diferentes regiões que chegam à Cidade para saber como é desenvolvido o projeto. Na última quinta-feira (21), foram os técnicos da cidade de Eldorado que conheceram as instalações, os serviços e os programas oferecidos pelo Banco.

Durante a visita, o diretor de Agricultura de Eldorado, Cleverson da Silva Souza, o técnico de Agricultura, Marcelo de Souza Xavier e o vereador Ismael Márcio de Freitas aproveitaram a ocasião para saber mais sobre o funcionamento e o atendimento dos projetos administrados pelo Banco, tais como: Captação e Combate ao Desperdício, Programa de Aquisição da Agricultura Familiar – PAA Municipal /MDS/PMI, PAA Merenda Escolar/FNDE/PMI e Feiras Populares.

“Procuramos o Banco de Alimentos de Itanhaém porque é referência para as demais regiões. Pretendemos implantar um programa semelhante a esse que é desenvolvido em Itanhaém. Estou impressionado com a qualidade dos projetos atendidos pelo Banco”, ressaltou o diretor de Agricultura de Eldorado, Cleverson da Silva Souza.

A visita ocorreu na manhã da última quinta-feira (21), na sede do Banco de Alimentos de Itanhaém (Foto: Divulgação/ Governo Municipal de Itanhaém)

A coordenadora do Banco de Alimentos de Itanhaém, Luciana Melo, explica que esta não é a primeira vez que técnicos de outras regiões comparecem ao espaço para conhecer os projetos que impulsionam ações de responsabilidade social e geração de renda aos agricultores itanhaenses.

“Somos constantemente procurados por técnicos e delegações de outros municípios, inclusive de países vizinhos, o que nos dá a certeza de que o trabalho é realizado com excelência. É nosso dever compartilhar experiências exitosas, pois são tecnologias sociais sustentáveis de extrema importância para a qualidade de vida da população”, conclui Luciana.