Bancários da Caixa e BB entregam pauta de reivindicações

Funcionários da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil (BB) entregaram ontem pautas de reivindicações às instituições financeiras

Comentar
Compartilhar
04 FEV 201322h52

As negociações específicas ocorrerão em paralelo à campanha nacional em defesa de reajuste salarial e outros benefícios, segundo o diretor da Federação dos Trabalhadores de Crédito do Centro Norte, Adilson Souza.

No caso da Caixa, entre as reivindicações específicas estão a implantação de novo Plano de Cargos e Salários, jornada de seis horas para todos trabalhadores, mudanças no processo seletivo interno, cumprimento de acordo para que não haja desconto de horas paradas em 2008, mais contratações, licença-prêmio e adicional de tempo de serviço para todos os funcionários.

Segundo o Sindicato dos Bancários de Brasília, os funcionários do BB querem a implantação do novo Plano de Cargos e Salários, igualdade de direitos (isonomia) entre novos e antigos empregados, mais contratações, jornada de seis horas e ampliação de direitos dos aposentados, entre outras reivindicações.

A pauta de reivindicações da Campanha Nacional dos Bancários 2009 foi lançada no último dia 10. De acordo com o sindicato, entre as principais reivindicações estão reajuste de 10%, sendo 5% de aumento real (acima da inflação), participação nos lucros e resultados de três salários mais R$ 3.850, Plano de Carreiras, Cargos e Salários, valorização dos pisos e das verbas, mais segurança nas agências para bancários, redução dos juros e das tarifas, fim do assédio moral e de metas que consideram abusivas.

Segundo o sindicato, a primeira reunião de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) está marcada para hoje. Para Souza, as negociações com os bancos é mais difícil a cada ano. “Agora vão usar o argumento da crise financeira, apesar dos lucros que conseguiram”, disse.