Baixada Santista tem 76% das praias próprias

Todas as praias de Santos, Bertioga e Mongaguá apresentam boas condições. Já Praia Grande é o município com a maioria das praias impróprias

Comentar
Compartilhar
19 JAN 201320h04

A Baixada Santista está com aproximadamente 76% de suas praias com a balneabilidade boa, segundo último boletim da Cetesb. Do total de 67 praias, 51 estão próprias e 16, impróprias.

As cidades de Bertioga, Santos e Mongaguá estão com 100% das praias próprias. Em Guarujá, apenas a praia do Perequê não apresenta boas condições de balneabilidade.

Em São Vicente três das seis praias estão impróprias. São elas: Milionários, Gonzaguinha e Prainha. No litoral sul, em Itanhaém, apenas as praias do Centro, Balneário Gaivota e Jardim São Fernando estão impróprias.

Em Peruíbe, o banhista pode freqüentar cinco das seis praias do município. A praia do Parque Turístico é a única imprópria. Já Praia Grande é a cidade com o maior número de praias impróprias. As amostras de oito das 12 praias da cidade foram reprovadas pela Cetesb. Banhistas podem aproveitar as praias do Canto do Forte, Flórida, Boqueirão e Guilhermina.

O Rio Perequê em Cubatão está com a balneabilidade boa. Segundo a gerente do setor de águas superficiais da Cetesb, Cláudia Lamparelli, a melhora da qualidade das praias é normal em fevereiro. “A melhora da balneabilidade de janeiro para fevereiro é esperada com a diminuição das chuvas e da população flutuante”, afirmou Claúdia.

Cláudia disse que janeiro costuma ser o mês mais crítico porque é mais chuvoso e concentra um grande volume de pessoas, e conseqüente, o volume de esgoto.