Baixada Santista pode ganhar mais outdoors contra Bolsonaro

Primeiro outdoor posicionado na Baixada Santista gerou intenso burburinho nas redes sociais assim que foi notado

Comentar
Compartilhar
03 MAI 2021Por LG Rodrigues07h00
O primeiro outdoor contra Bolsonaro na Baixada Santista foi colocado na Rodovia dos Imigrantes, mas foi depredado.O primeiro outdoor contra Bolsonaro na Baixada Santista foi colocado na Rodovia dos Imigrantes, mas foi depredado.Foto: IVULGAÇÃO / BRUNO NUNES

Depois de instalar na Baixada Santista um outdoor protestando contra o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, o grupo responsável pela estrutura afirma que a Região pode ganhar outros painéis similares em breve, mas ainda não bateu o martelo sobre as localizações.

Este primeiro outdoor posicionado na Baixada, aliás, gerou intenso burburinho nas redes sociais assim que foi notado pela primeira vez, mas os responsáveis por posicionar o cartaz afirmam que a intenção do protesto pacífico é de ser um ato que não gere aglomerações e também promova um debate sobre a renovação política ao mesmo tempo em que demonstra insatisfação com a gestão atual do Governo Federal.

"Eu faço parte de um movimento suprapartidário chamado 'Movimento Acredito' que é um desses movimentos de renovação como o 'Renova Brasil', o 'Agora', e a gente já tem alguns parlamentares como a Tabata Amaral, Felipe Rigoni, Alessandro Veira e a gente tá com estrutura nacional e o movimento é contra o Bolsonaro. A gente entende que o presidente é um risco à democracia por todas as coisas que ele fala, pela conduta dele nessa pandemia e a gente sempre protestou pelas redes sociais, mas quando a pandemia começou a quase bater em 400 mil mortos a gente conversou e resolveu fazer uma vaquinha online para dar um 'saltinho' a mais aí para gente protestar de uma forma diferente e a gente achou que o outdoor seria uma forma bacana da gente fazer até para não causar aglomeração. Acho que é muito mais eficiente colocar um outdoor de protesto na Imigrantes do que aglomerar na Paulista", afirma Daniel Papa Garcia, que é coordenador regional do movimento e que chegou a ser candidato a vereador em São Vicente durante 2020.

Ele afirma que, inicialmente, o outdoor, que traz os dizeres de 'Melhor Jair Renunciando', mostrou ter um pequeno rasgo logo nos primeiros dias, mas o dano se tornou gigantesco rapidamente e agora está completamente danificado. Localizado na Rodovia dos Imigrantes, em São Vicente, entre os bairros Cidade Náutica e Beiramar, o painel aponta falhas do Governo Federal que vão desde a vacinação atrasada a preços altos em supermercados e falta de investimentos na saúde pública.

"A gente tá com muita resistência das pessoas porque é um negócio privado e as pessoas, os donos dos outdoors, têm um pouco de receio de deixar, então não é tão fácil assim a gente achar algum lugar para ir colocar. Inclusive, em São Vicente, que é o oitavo que a gente coloca em São Paulo, o primeiro na Baixada Santista, foi como em Santo André e São Caetano: O pessoal já tinha vandalizado. A gente selecionou a Imigrantes porque além do ponto ser muito bom, ele também é alto, então não sei nem como é que o pessoal danificou, se foi escalando, ou se foi com tiro e agora estamos falando com a responsável para rever o valor ou se a gente vai colocar de novo, mas também estamos buscando alguns outros lugares aqui na Baixada Santista sim para a gente continuar com esse protesto sem aglomeração".

Este primeiro outdoor da Região foi viabilizado por uma vaquinha online promovida pelo grupo. Em pouco mais de três semanas, o movimento já havia recolhido um total de R$ 12 mil de 145 doadores em todo o Estado. E como o valor ainda não foi totalmente investido, a possibilidade da Baixada ganhar peças similares é grande.

"Nosso 'core' é a renovação na política e não somente atacar o presidente Bolsonaro. É que uma coisa acaba se esbarrando na outra, mas na forma de protesto a gente tem um posicionamento muito claro que a gente passa para os estaduais e firmamos um posicionamento que colocamos em prática na web".