AVCB: Prefeitura de Santos intima demais clubes da Cidade

Depois do Santos FC, Portuguesa Santista, Jabaquara e Brasil precisam apresentar documento

Comentar
Compartilhar
23 ABR 2019Por Da Reportagem07h20
A Portuguesa informou que, com relação ao Estádio Ulrico Mursa, os documentos estão em diaA Portuguesa informou que, com relação ao Estádio Ulrico Mursa, os documentos estão em diaFoto: Nair Bueno/DL

Além do Santos Futebol Clube, a Prefeitura de Santos está intimando a Associação Atlética Portuguesa, o Jabaquara Atlético Clube e o Brasil Futebol Clube a apresentarem, até 10 de maio próximo - o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). O documento refere-se às instalações elétricas, mecânicas e gás, além das estruturas de sustentação de coberturas, marquises e totens publicitários.

A Assessoria da Portuguesa informou ontem que, com relação ao Estádio Ulrico Mursa, os documentos estão todos em dia, o que possibilitou disputar o Campeonato Paulista. O mesmo informou a Assessoria do Jabaquara, que está com o AVCB autorizado. O Brasil não se manifestou.

No caso do Peixe, vale lembrar que, meses atrás, o Diário havia publicado que o Peixe mantinha jovens de 13 a 20 anos em dois alojamentos, um na Vila Belmiro, e outro na Rua Tiradentes, ambos até então sem o AVCB, justamente o documento que o CT Ninho do Urubu, do Flamengo, não possuía e que um incêndio vitimou dez jovens das categorias menores do Rubro-Negro. Se não tem AVCB, o Alvinegro não poderia ter alvará de funcionamento da Prefeitura de Santos. O AVCB é o documento emitido pelo Corpo de Bombeiros certificando que, durante a vistoria, a edificação possui condições de segurança contra incêndio.

O Santos FC informou, por sua Assessoria de Imprensa, que o CT Meninos da Vila já possui o AVCB e o CT Rei Pelé está em processo final de aquisição. Também revelou que o alojamento da Vila Belmiro obteve o projeto técnico de prevenção e combate à incêndios do estádio devidamente aprovado pelo Corpo de Bombeiros, com seu Auto de Vistoria (AVCB) válido até 13 de novembro de 2019.

As instalações são de alvenaria, e contam com sistemas de detecção e combate à incêndios (detector de fumaça, alarme de incêndio, rede de hidrantes, iluminação de emergência, sinalização dos equipamentos e de rota de fuga, e CMAR - Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento). A Casa Meninos da Vila encontra-se em processo de regularização junto ao Corpo de Bombeiros, aguardando vistoria final pelo Corpo de Bombeiros.