Aumenta a pressão nos EUA e na Itália para afastar cardeal de conclave

Segundo ativistas, o cardeal Roger Mahony está envolvido em um esquema para acobertar padres acusados de abusos sexuais

Comentar
Compartilhar
20 FEV 201312h05

Movimentos populares estão aumentando nos Estados Unidos e na Itália para evitar que o cardeal Roger Mahony, da Califórnia, participe da conclave que deve eleger o próximo papa. Segundo ativistas, Mahony está envolvido em um esquema para acobertar padres acusados de abusos sexuais.

Em meio ao movimento, um historiador do Vaticano afirmou que não há precedentes para exclusão de um cardeal de uma conclave por causa de escândalos pessoais. As conclaves sempre revelam o lado mais obscuro dos cardeais e não há nenhuma diferença desta vez - exceto pelas revelações de que os pecados de Mahony são muito recentes e pelo fato de que os católicos parecem querer mais poder na escolha do próximo papa.

No início deste mês, um tribunal de Los Angeles ordenou a abertura de milhares de páginas de arquivos pessoais confidenciais de mais de 120 sacerdotes acusados de crimes sexuais. Os arquivos mostram que Mahony e outros altos funcionários da arquidiocese agiram nos bastidores para proteger padres acusados e proteger a igreja de um escândalo crescente. As informações são da Associated Press.