Associação pede verba à Prefeitura de Cubatão

“O prefeito apoiou nosso pedido e espero que a resposta venha o mais rápido possível“, disse Luiz Carlos

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201300h16

Todos os anos três mil alunos da rede pública de Cubatão aprendem a tocar instrumentos com monitores da Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista (Afaban). Há dez anos, os monitores ministram aulas nas escolas da Cidade, de forma voluntária, mas para prosseguir com a atividade, a associação está solicitando junto à Prefeitura uma ajuda de custo de R$ 500 para cada um dos 10 monitores.

Segundo o presidente da Afaban, Luiz Carlos Ferreira de Araújo, já foi feita uma reunião com o prefeito Clermont Castor, no último 10. “O prefeito apoiou nosso pedido e espero que a resposta venha o mais rápido possível“, disse Luiz Carlos.

A proposta está sendo analisada pelas secretarias de Educação e Planejamento. O secretário de Educação, Mychajlo Halajko Junior, afirmou que o Executivo, por meio das secretarias, já está estudando a viabilidade da concessão da verba de forma legal e pretende encaminhar a proposta à Procuradoria Geral do Município para avaliação. “Se for viável, o Executivo vai elaborar um projeto de lei que será encaminhado à Câmara Municipal. Acredito que se houver dotação orçamentária, o projeto será aprovado”.

A associação já conta com o voto favorável, do vereador Luiz Carlos Costa. Para ele, a proposta é justa devido ao trabalho desenvolvido nas escolas pela Associação. “O prefeito já investiu R$ 450 mil na compra dos instrumentos e por isso acho que sinalizará positivamente”, disse o parlamentar.

O estudante, Marcos Vinícius Santos Araújo, também espera que o poder público conceda os recursos para os monitores que lhe ensinaram a tocar. “Graças ao que aprendi com eles, toco e ganho meu dinheiro. Com esse dinheiro ajudo minha família. Os monitores merecem essa ajuda para continuar as aulas e pagar a manutenção dos instrumentos”.