Associação exige segurança a guardas municipais em meio à pandemia de coronavírus

Com exceção de Cubatão, que não possui Guarda, oito municípios receberam ofícios da entidade exigindo EPIs

Comentar
Compartilhar
03 ABR 2020Por Carlos Ratton07h00
Reportagem não precisou ir muito longe para flagrar guardas sem EPIs em tempos de Covid-19 na orla da Praia de SantosFoto: Nair Bueno/DL

Recentemente criada, a Associação dos Guardas Civis Municipais da Baixada Santista, cuja diretoria é formada por servidores da segurança de oito dos nove municípios da região - somente Cubatão ainda não possui a guarnição - encaminhou um ofício aos prefeitos reivindicando equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos servidores.

Segundo o presidente da Associação, Rodrigo Coutinho dos Santos, é preciso que as administrações passem a fornecer álcool gel 70% e sabonete líquido para higienização das mãos em todos os locais e postos de trabalho. Também máscaras, aventais, óculos de proteção e luvas, se houver relato de presença de casos suspeitos próximos ao servidor.

"O fornecimento dos equipamentos é importante para diminuir o risco dos agentes que estão expostos nas ruas todos os dias. Pedimos também que guardas com baixa imunidade e doenças crônicas passem a trabalhar em locais sem contato com o público ou em home office (em casa)", afirma Coutinho.

Em Santos, a Prefeitura informou que a Guarda recebeu reforço nos equipamentos de proteção individual para prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). Foram entregues as 100 primeiras máscaras faciais de um total de 3 mil que serão produzidas nas próximas semanas. As máscaras de tecido TNT são produzidas por ex-alunas do curso de geração de renda Escola de Moda, do Fundo Social de Solidariedade (FSS). O material foi doado pela empresa Global Tour.

"Antes de serem entregues, as máscaras foram higienizadas e embaladas. Vale ressaltar que os guardas municipais já atuam com luvas descartáveis, máscaras e álcool em gel. A iniciativa foi realizada pelo FSS e Secretaria Municipal de Governo", finaliza nota.

Em Bertioga, a Secretaria de Saúde informa que fornece máscaras, luvas e álcool em gel para a Secretaria de Segurança e Cidadania utilizar em abordagens e trato próximo com o público. Além disso os profissionais de segurança estão sendo vacinados prioritariamente contra a gripe. É importante salientar, que todas as viaturas tem álcool gel, máscaras e luvas. Não há postos de trabalho, os guardas trabalham com viaturas.

A Prefeitura de São Vicente informa que ainda não recebeu o ofício mencionado. Mesmo assim, diversas medidas vêm sendo tomadas, visando proteger e preservar a saúde dos agentes. Eles têm recebido equipamentos de segurança, como álcool em gel, nos postos para os quais são direcionados, entre os quais estão no Hospital e o Paço Municipal. Além disso, todos recebem orientações sobre prevenção contra o Covid-19.

Praia Grande e Guarujá

A Prefeitura de Praia Grande informa, por meio da Secretaria de Assuntos de Segurança Pública (Seasp), que todas as medidas estão sendo tomadas pelo Comando da Guarda para proteger os integrantes da corporação de contaminação pelo coronavírus. Entre essas medidas estão a higienização diária das viaturas, com produto específico à base de hipoclorito e água, e do pátio e áreas comuns da base da Guarda.

Além disso, com relação aos cuidados individuais, todos os guardas são orientados a higienizar as mãos frequentemente e para isso contam com borrifadores com a mistura de hipoclorito e água além do álcool em gel. Contam também com máscaras e luvas que são utilizadas conforme o grau de exposição dos guardas, como por exemplo os que permanecem de plantão em postos de saúde.

Outra medida que busca evitar a aglomeração dos guardas diz respeito ao momento em que iniciam o serviço, que atualmente tem sido feito diretamente no local em que estarão de plantão, sem que tenham que se apresentar na base, como normalmente ocorre, já que cada guarda conta com seu armamento individual.

A Secretaria de Defesa e Convivência Social (Sedecon) de Guarujá informa que recebeu ofício e explica que mesmo antes do recebimento do referido expediente, já vinha adotando medidas e procedimentos para garantir adequadas condições de trabalho aos profissionais de segurança.

Tem sido disponibilizado aos agentes em campo álcool em gel e máscaras cirúrgicas. Além disso, vem sendo adotados procedimentos operacionais que visam evitar ao máximo o contato com pessoas que possam estar infectadas (como, por exemplo, orientação para que se mantenha distância adequada, manter vidros das viaturas totalmente abertos durante o patrulhamento e setores de trabalho bem ventilados); tudo em acordo com as orientações da Secretaria Municipal de Saúde. Fora isso, os servidores que integram grupo de risco já foram afastados de suas atividades.

Litoral Sul

A Prefeitura de Mongaguá já iniciou todos os trâmites necessários para realizar a compra de EPIs para a GCM e demais profissionais de segurança do município. A preocupação do município é garantir a saúde e o bem-estar dos servidores, principalmente para a parte do efetivo que faz o policiamento na UPA e nas Unidades de Saúde.

Itanhaém informa que a secretaria de Trânsito e Segurança Municipal já disponibiliza à corporação álcool gel 70%, máscaras e luvas. Em Peruíbe, de acordo com o secretário de Defesa Social, José Romeu Dutra, a Guarda recebe máscaras e álcool, além de seguir os procedimentos exigidos pela Secretaria de Saúde.