Argentinos recebem com surpresa escolha de arcebispo de Buenos Aires

O sucessor de Bento XVI já tinha sido apontado como possível nome para assumir o pontificado no último conclave

Comentar
Compartilhar
13 MAR 201318h15

Os argentinos receberam com surpresa a notícia que o novo papa é o arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos. Ele é o primeiro papa jesuíta da história do catolicismo. O sucessor de Bento XVI na chefia da Igreja Católica já tinha sido apontado como possível nome para assumir o pontificado no último conclave, quando Joseph Ratzinger foi eleito papa pelo conselho de cardeais do Vaticano.

Por esse motivo, desta vez, apesar do nome de Bergoglio ter sido citado, as expectativas não eram muito grandes. Assim que souberam que Bergoglio foi escolhido papa, os argentinos saíram às ruas tocando buzinas.

Jorge Mario Bergoglio, que adotará o nome de Francisco, é o primeiro a assumir o pontificado com o antecessor vivo, em 600 anos. Ele se tornou arcebispo de Buenos Aires em 1998 e foi nomeado cardeal em 2001, por João Paulo II.

Nesta quinta-feira (14) o novo pontífice celebrará sua primeira missa como papa eleito. A expectativa é que a cerimônia seja formal e simples, com o celebrante vestido de branco, sem os paramentos (trajes) e o anel do pescador – símbolo do sucessor de São Pedro. A cerimônia é considerada um momento marcante, pois, nela, o papa indica como será seu pontificado.

Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, era arcebispo de Buenos Aires, na Argentina (Foto: Agência Brasil)