Argentina prevê acordos com a Rússia na área de energia

A chefe de Estado argentina é esperada na capital russa terça-feira (21) para uma visita oficial de dois dias

Comentar
Compartilhar
19 ABR 201514h33

A Argentina e a Rússia vão consolidar a aliança estratégica e firmar acordos no setor de energia, durante a visita oficial da presidenta Cristina Kirchner a Moscou.

A chefe de Estado argentina é esperada na capital russa terça-feira (21) para uma visita oficial de dois dias.

Durante a visita deverão ser discutidos acordos para investimento russo na Argentina no setor de petróleo e mantidas negociações sobre energia nuclear, infraestruturas e comércio.

O governo argentino espera chegar a acordo com a estatal russa Rosatom para a construção de nova central nuclear, mas os detalhes do projeto ainda não são conhecidos.

Em comunicado divulgado na semana passada, um grupo de ex-secretários de Energia argentinos criticou a falta de transparência nas negociações entre a Rússia e o governo de Cristina Kirchner e pediu que os acordos sejam submetidos ao Parlamento.

Durante o encontro entre Cristina e Putin, no Kremlin, os dois chefes de Estado vão abordar as questões relacionadas com as trocas comercias que têm aumentado, atingindo US$ 2 milhões anuais.

Entre os setores com maiores oportunidades para a Argentina estão os produtos lácteos e a carne bovina, afetados pelas sanções impostas à Rússia pelos Estados Unidos e pela União Europeia devido ao envolvimento do país na guerra da Ucrânia.