Aprovado projeto para construção da Etec de Guarujá

De autoria do Executivo, o Projeto de Lei foi analisado e aprovado por unanimidade pela Câmara; agora com a área doada ao Estado, o novo prédio poderá ser construído

Comentar
Compartilhar
21 FEV 201314h28

A ampliação do espaço físico e também dos cursos da Escola Técnica Santos Dumont está mais próximo de se tornar realidade aos estudantes de Guarujá. Na última terça-feira (19), foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal o Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo, que solicita autorização para doação ao Governo do Estado de um terreno no Jardim Progresso em Vicente de Carvalho, onde será construído o novo prédio da Etec Alberto Santos Dumont. Além disso, a proposta é de futuramente, o espaço ainda abrigar uma Faculdade de Tecnologia (Fatec).

Esta ação é resultado do trabalho da Administração Municipal, conduzida pela prefeita Antonieta, que é educadora e tem preocupação com a qualificação profissional dos jovens da Cidade.

Dessa forma, a Prefeitura poderá repassar o terreno à Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia, que ficará responsável pela construção para abrigar uma sede própria da unidade. Agora, a Administração entrará em contato com o Governo para finalizar processo de documentação e formalizar convênio.

A Etec Santos Dumont funciona na Rua Dona Vitória, 502 – Jardim São Miguel, porém em prédio alugado (Foto: Arquivo/ PMG)

“É uma conquista do povo de Guarujá. Um sonho de muitos anos que está próximo de ser concretizado, após muita luta e esforço das partes envolvidas. Nossa luta para que a Etec tenha sede própria é de muitos anos. E agora se torna realidade”, salientou a prefeita Maria Antonieta de Brito.

O novo prédio será erguido na Rua Josefa Hermínia Caldas, no Jardim Progresso, em uma área de 7,7 mil metros quadrados. A construção irá atender a Cidade e toda a Região.

Hoje, a Etec Santos Dumont funciona na Rua Dona Vitória, 502 – Jardim São Miguel, porém em prédio alugado. O local é pequeno para suportar a atual demanda. No novo prédio funcionarão os cursos de: Hotelaria, Secretariado, Turismo e o Técnico em Manutenção de Aeronaves.

A partir da nova construção, o equipamento vai permitir uma ampliação da estrutura física aos estudantes e professores, e também a criação de novos cursos voltados às áreas náutica, portuária e de petróleo e gás. Além de um novo equipamento, a ação vai garantir a qualidade do ensino e da formação dos estudantes.

Em espaço maior, a unidade no Jardim Progresso vai possibilitar ainda a construção de um hangar para os alunos do curso de manutenção aeronáutica, que hoje se deslocam até o Núcleo da Base Aérea, em Vicente de Carvalho, para as aulas práticas.

O Executivo explica que, em 2011, foi proposta a cessão da área ao Estado. No entanto, a exigência era de que o Governo só poderia ter posse do terreno para construção, mediante a razão de doação. E no ano passado, a Prefeitura não pode encaminhar o PL para votação no Legislativo, por conta do período eleitoral.