Após tragédia, Prefeitura de Santos vai aperfeiçoar a segurança

Também foi anunciado que o carnaval santista está cancelado e que a prioridade é prestar assistência às famílias das vítimas.

Comentar
Compartilhar
12 FEV 201315h19

Na manhã desta terça, no Salão Nobre da Prefeitura, durante a coletiva de imprensa, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa afirmou que toda a estrutura da Passarela Dráuzio da Cruz foi aferida pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. O prefeito ressaltou os cuidados da Prefeitura com a segurança antes do evento, e disse que 34 braços de iluminação foram retirados para a realização do desfile. Paulo Alexandre também adiantou que, para o ano que vem, a segurança será aperfeiçoada.  

Ainda na coletiva, foi anunciado que o carnaval santista está cancelado e que a prioridade é prestar assistência às famílias das vítimas e dos feridos. Cinco pessoas estão internadas, com quadro estável, na Santa Casa de Santos.

"Esse é um momento de comoção para todos os santistas. A Prefeitura de Santos decretou luto oficial de três dias e cancelou todos os eventos do Carnaval", explica o prefeito.

Paulo Alexandre concedeu coletiva de imprensa na manhã desta terça (Foto: Matheus Tagé)

De acordo com a Prefeitura, já na área de dispersão, após o desfile, o carro ficou desgovernado, saiu do centro e foi para a lateral da Avenida Nossa Senhora de Fátima, atingindo os fios elétricos de um poste.

Paulo Alexandre disse ainda a infraestrutura montada para o Carnaval e que o socorro às vítimas foi imediato. No local, havia seis ambulâncias do Samu e três médicos. No momento em que o carro começou a pegar fogo, a Brigada de incêndio prontamente prestou assistência.