Aplicativo vai aproximar pais e famílias na volta às aulas na Baixada

'Minha Escola SP' reúne notas, registro de frequência e carteirinha de 111,2 mil alunos; rede também prepara extensa programação cultural para o 2º semestre

Comentar
Compartilhar
01 AGO 2018Por Da Reportagem17h01
Aplicativo Minha Escola SP também vai ajudar na avaliação da merenda servida diariamenteAplicativo Minha Escola SP também vai ajudar na avaliação da merenda servida diariamenteFoto: Divulgação

O segundo semestre letivo começa nesta quarta-feira (1º) com novos serviços em São Paulo. Pais, famílias e estudantes terão acesso ao aplicativo Minha Escola SP, um canal de comunicação direto e gratuito com a rede. Com ajuda da ferramenta, será possível acompanhar mais de perto o registro de frequência, boletim e atividades dos 111,2 mil alunos matriculados no Ensino Fundamental e Médio na Baixada Santista.

Criado sob medida para as escolas estaduais pela equipe da Coordenadoria de Informação, Monitoramento e Avaliação Educacional, o app tem interface intuitiva, de fácil navegação e os dados estão interligados à plataforma da Secretaria Escolar Digital (SED). Nesta primeira fase de implantação, está disponível para celulares e tablets com sistema Android (basta baixar Minha Escola SP na Play Store).

Para fazer o login, os estudantes devem preencher os campos com os números do R.A. – registro do aluno – e a senha que já utiliza na SED. No caso dos responsáveis, antes de fazer o download, é preciso ir até a escola e solicitar o cadastro. A proposta da Secretaria é que o software sirva para comunicar eventos e datas importantes do calendário escolar.

Alimentação escolar

O aplicativo Minha Escola SP também vai ajudar na avaliação da merenda servida diariamente nas unidades de ensino. Mais de 1,5 milhão de crianças e jovens das mais de 3 mil escolas da rede centralizada (veja lista de municípios abaixo) vão opinar se gostaram ou não do cardápio oferecido e, em caso negativo, dar sugestões do que pode melhorar. Nos próximos meses, a Secretaria deve elaborar uma devolutiva sobre as primeiras respostas dos estudantes. As prefeituras responsáveis pela distribuição da alimentação nas escolas estaduais - rede descentralizada - poderão solicitar a inclusão do recurso no app.

Carteirinha estudantil

Outra facilidade do app é a carteirinha estudantil com fotografia, nome, série e unidade. Cada uma traz ainda o QR Code, que será utilizado para checar a identificação do aluno da rede estadual. O documento pode ser visualizado off-line, após o acesso inicial. Um link para a carteirinha foi colocado já na página de abertura do aplicativo.

Programa Cultura Ensina

Além da tecnologia, a Secretaria levará neste segundo semestre à rede de São Paulo o Programa Cultura Ensina. Estão agendadas, a partir de 14 de agosto, 300 mil visitas gratuitas de estudantes e professores a cinemas, espaços expositivos e espetáculos teatrais e musicais. Outra iniciativa é a instalação de salas de projeção nas escolas com acervo de filmes de diferentes categorias e gêneros. Para aproximar as comunidades, a Fundação para Desenvolvimento da Educação (FDE) abriu no fim de julho o chamamento para artistas e grupos interessados em fazer parte do Programa e organizar apresentações nas unidades.

Rede centralizada de alimentação escolar:

Cubatão
Guarujá