X
Cotidiano

Antiga Fórmula Truck pode virar escola em Santos

Prefeitura negocia com empresa a realocação de 927 alunos da UME José Carlos de Azevedo Júnior

Empresa com sede no bairro colocou parte do prédio para alugar / Thaigo Costa/DL

Após a crise econômica pesar fortemente em diversos setores regionais, a famosa corrida de caminhões, Fórmula Truck, teve o fim decretado. Onde trabalhavam mais de 120 funcionários, hoje trabalham seis. Onde haviam belos caminhões, hoje há muito espaço, um pátio semi vazio com peças nos cantos e salas fechadas.

O fim de uma era de conquistas grandiosas, pode abrir as portas para o início de uma outra: a construção de uma nova escola no bairro Jardim São Manoel, na Zona Noroeste de Santos.

Mas o que uma coisa tem a ver com a outra? A empresa, que hoje opera como transportadora e locadora, locando itens antes usados nas corridas -como ônibus de imprensa e estruturas pré moldadas de ferro - tem sede no bairro. Com o fim de suas operações nas corridas precisou colocar para alugar também parte do prédio, que conta com cerca de cinco mil m².

É ai que entram os alunos. "A construção de uma nova escola no São Manoel é uma das contrapartidas para a segunda etapa das obras da Ecovias, que deverá ser liberada em breve pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Tão logo seja iniciada a obra da concessionária, esta terá obrigatoriamente que começar a nova unidade municipal, com prazo de execução de 16 meses." Explica, em nota, a prefeitura de Santos.

O município está em tratativa para que os 927 alunos da UME José Carlos de Azevedo Júnior - que será reconstruída - possam ser realocados provisoriamente no espaço que hoje está vazio na antiga Fórmula Truck.

"Vieram aqui essa semana, avaliaram, espero que dê certo, tanto pra gente quanto pra eles", comenta Aurélio Félix Jr., filho do fundador da Fórmula Truck, Aurélio Batista Félix, falecido em 2008.

De acordo com a diretora da unidade, dona Lourdes, como é conhecida pelos alunos, "existe uma comissão formada por pais, professores, funcionários e equipe técnica, mediada pela vereadora Aldrey Kleys, para tratar dessa questão. Estamos em processo de estudos dessa proposta junto com a Secretária de Educação (Seduc)".

Além da área, a estrutura já existente é um dos atrativos. "Visitei o local e acredito ser, até o momento, a melhor opção de acomodação para toda uma escola. Precisa de algumas adaptações para acomodar cozinha, atendimento a comunidade, mas o espaço físico é bem interessante. Agora é com a prefeitura para captar recursos para a locação", explica a diretora.

"Fizemos uma reunião no ultimo dia 22, da Comissão Permanente de Educação da Câmara de Santos, onde debatemos o posicionamento da Artesp e o planejamento para remanejar os alunos. Os técnicos já avaliaram o prédio (da Fórmula Truck), estiveram lá essa semana, agora estamos no aguardo da prefeitura fazer uma proposta definitiva aos proprietários", comenta a vereadora Audrey Kleys, presidente da comissão.

Para os pais dos quase mil alunos, a possibilidade é um alívio, uma vez que estavam nas opções de realocação temporária contêineres e estruturas pré moldadas em uma quadra poliesportiva, além da separação dos estudantes e transferência para outras unidades.

"Eu fico feliz. Melhor do que colocar nossos filhos em contêineres", comenta Cristina da Silva.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande abre concursos públicos em duas áreas; salários chegam a R$ 7 mil

No total, são 77 vagas em diferentes cargos

Em parceria com o TSE, Instagram e Facebook inserem rótulos em 'posts' sobre eleições

O objetivo é rebater notícias falsas com informações oficiais do TSE

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software