Alunos e professores das universidades de SP fazem ato na capital

Os manifestantes - da Universidade de São Paulo, Universidade Estadual Paulista e da Universidade Estadual de Campinas - se reuniram no vão livre do Museu de Arte de São Paulo

Comentar
Compartilhar
14 MAI 201516h44

Funcionários, alunos e professores das universidades estaduais paulistas fazem um protesto na tarde desta quinta-feira, 14, na capital, por reajuste salarial de 11,6% para servidores e docentes. O grupo também protesta contra o "desmonte das universidades", segundo nota enviada pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp).

Os manifestantes - da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) - se reuniram no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Por volta das 15h, eles bloquearam totalmente a Avenida Paulista, no sentido Consolação. Às 15h40, o bloqueio era total na Rua Itapeva.

Crise

As universidades estaduais têm grande parcela das verbas repassadas pelo Estado comprometida com a folha de pagamento. O montante foi de 92,96% na Unicamp, na média de janeiro a abril.

O pior quadro é o da Universidade de São Paulo (USP), que teve comprometimento de 100,02% no último quadrimestre e recorre a suas reservas. O déficit previsto pela USP é de R$ 988 milhões, com um orçamento de R$ 4,8 bilhões.